Nirvana: O que Dee Snider, do Twisted Sister, acha de Nevermind?

Icônico disco do Nirvana, Nevermind completa 30 anos nesta semana - e Dee Snider, do Twisted Sister, deu sua opinião sobre o álbum

Redação Publicado em 21/09/2021, às 21h31

None
Dee Snider, do Twisted Sister (Foto: Dennis Van Tine / AP) e Capa de Nevermind (Foto: Divulgação)

Icônico disco do Nirvana, Nevermind (1991) completa 30 anos em 24 de setembro deste ano. Após três décadas do lançamento, Dee Snider, do Twisted Sister, contou o que acha do memorável álbum. 

Em entrevista ao Consequence Sound, Snider comentou sobre o impacto do Nirvana no hair metal, sub-gênero do heavy metal que combina elementos da música punk rock e pop com o hard rock. 

+++ LEIA MAIS: Dee Snider, do Twisted Sister, testa positivo para covid-19 e culpa Disneylândia; entenda

Snider, do Twisted Sister, foi essencial para o desenvolvimento do hair metal - e explicou que, quando o Nirvana surgiu com o “incrível e pesado” disco Nevermind, o gênero musical perdeu espaço para o grunge. 

Contudo, o cantor não culpa a banda pela eliminação do hair metal na indústria musical. Na opinião dele, a culpa foi do próprio gênero: “[Hair metal] ficou muito diluído, corporativo e previsível.”

+++ LEIA MAIS: Dee Snider gostaria que Gene Simmons ‘calasse a boca’ sobre ‘rock estar morto’

Snider ainda acrescentou: “E então, de repente, ele está desconectado e não somos mais elétricos - estamos cantando canções folclóricas. Bem, agora você [hair metal] merece ser jogado de seu pedestal.”