Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Direitos autorais

Spotify recua e anuncia permanência no Uruguai, após mudanças de lei

O Spotify pretendia deixar de existir no Uruguai até fevereiro de 2024

Redação Publicado em 13/12/2023, às 11h27

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Spotify (Foto: Reprodução)
Spotify (Foto: Reprodução)

Após o governo uruguaio emitir declaraçãosobre as mudanças na lei de direitos autorais na música, o Spotify anunciou que continuará suas atividades no país sul-americano. O streaming havia decidido encerrar os serviços no Uruguai sob o argumento de que mudanças nas leis de direitos autorais não foram claras, "confirmando que quaisquer custos adicionais são de responsabilidade dos detentores de direitos". Leia nova declaração na íntegra:

O governo uruguaio emitiu uma declaração muito necessáriasobre as mudanças recentesna lei de direitos autorais na música, especificamente que os detentores de direitos são responsáveis por garantir que os artistas sejam remuneradosde maneira justa, em vez de exigir que o Spotify pague várias vezes pelo mesmo conteúdo. O Spotify paga aproximadamente 70% de cada dólar gerado com música aos detentores de direitos (gravadoras e editores). Estamos satisfeitos que essa declaraçãopermitirá que o Spotify permaneça disponível no Uruguai, possibilitando que continuemos proporcionando aos artistas a oportunidade de viver de sua arte e aos bilhões de fãs a oportunidade de desfrutar e se inspirar.Agradecemos ao Presidente Lacalle Pou e sua equipe por reconhecerem o valor que o Spotify oferece aos artistas locais, compositores e fãs.