Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Spotify remove milhares de músicas feitas por IA

Músicas da plataforma Boomy, que facilita entrada de faixas geradas por IA, foram removidas do Spotify

Redação Publicado em 11/05/2023, às 16h44

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Daniel Ek, CEO do Spotify (Foto: Reprodução)
Daniel Ek, CEO do Spotify (Foto: Reprodução)

O Spotify removeu milhares de músicas geradas por inteligência artificial. As faixas foram publicadas através da plataforma Boomy, que auxilia usuários a inserir músicas criadas artificialmente no streaming em troca de royalties.

A medida vem após pressão de grandes gravadoras, como a Universal Music, que alegam violação de direitos autorais. Além dos limites da legislação sobre o tema, o Spotify suspeitou que a Boomy estava utilizando bots para aumentar o número de reproduções das próprias músicas.

+++ LEIA MAIS: Gravadora pede medidas para evitar músicas feitas por IA

A plataforma alegou que seus usuários criaram mais de 14 milhões de músicas, o que representa cerca de 13,83% da música gravada no mundo, segundo a Forbes.

De acordo com o Financial Times, Spotify e Boomy negociam para o retorno das faixas ao streaming.

A indústria tem experimentado uma invasão de composições geradas a partir de serviços de inteligência artificial. Como o hipotético álbum perdido do Oasis com músicas que o grupo "poderia" ter lançado se não tivesse acabado em 2009. Surgiu também uma página no YouTube que publica versões recriadas por IA onde aplicam a voz de Kanye West em músicas do The Weeknd, por exemplo.