Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Till Lindemann, do Rammstein, é investigado por abuso sexual

Rammstein emitiu nota negando acusações de abuso contra Till Lindemann, vocalista da banda

Redação Publicado em 15/06/2023, às 11h08

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Til Lindemann, do Rammstein  (Foto: AP)
Til Lindemann, do Rammstein (Foto: AP)

Till Lindemann, vocalista do Rammstein, está sendo investigado pelo Ministério Público de Berlim por abuso sexual. A decisão vem após acusações de fãs da banda, que teriam sido dopadas por integrantes da equipe antes de shows, segundo a Agence France-Presse (via NME).

"Procedimentos preliminares foram iniciados contra Till Lindemann com relação às alegações de abuso sexual e distribuição de narcóticos," declarou uma porta-voz. Segundo ela, mais detalhes sobre o inquérito não serão revelados durante o curso da investigação.

+++ LEIA MAIS: Rammstein emite comunicado sobre acusação de dopar e abusar de fã antes de show

Em declaração à agência de notícias, Lindemann voltou a negar as acusações, afirmando que "todas, sem exceções, são falsas."

Os relatos de abuso sexual começaram a surgir após a denúncia de Shelby Lynn, fã da banda, feita no Twitter dois dias após apresentação do grupo em Vilnius, capital da Lituânia. Ela alegou que foi dopada em um evento pré-show.

Segundo Lynn, ela teria sido escolhida por Joe Letz, baterista, como parte de um "seleto grupo de mulheres." Elas seriam levadas à festa "Row 0" (Fila zero, em tradução livre) além de outra festa após o show. No caminho para o local do show, as mulheres teriam sido fotografadas e filmadas, conforme informações replicadas pelo Consequence.

+++ LEIA MAIS: Show de Rammstein incomoda vizinhos a 16 km de distância

Ela afirmou ainda que Lindemann tentou fazer sexo com ela e se irritou com a resposta negativa. 

"Sobre as acusações circulando na internet sobre Vilnius, podemos descartar que o que está sendo dito aconteceu em nosso ambiente. Não estamos cientes de quaisquer investigações oficiais relacionadas a este assunto," a banda rebateu em nota.