Acordo com os Beatles pode ser o mais lucrativo da história do iTunes

Loja virtual estaria pagando os royalties diretamente à banda, sem passar pela gravadora EMI

Da redação Publicado em 06/01/2011, às 16h06

Beatles estariam sendo pagos diretamente pelo iTunes em contrato
AP

O acordo que propiciou a comercialização das faixas dos Beatles no iTunes pode ser o mais lucrativo e inovador da história da música digital, segundo nota da agência internacional de notícias Reuters.

Fontes não identificadas da indústria fonográfica afirmam que o iTunes está pagando os royalties diretamente à empresa da banda, a Apple Corps, e à Sony/ ATV Music Publishing, que controla a maior parte do catálogo do Fab Four. Este pagamento direto se difere de um contrato padrão no qual as gravadoras licenciam músicas dos responsáveis pelos direitos delas, coletam a verba e distribuem os royalties para o artista e para o publisher das canções.

Se estes detalhes acerca do acordo entre o iTunes e os Beatles forem verdadeiros, significará que os donos dos direitos estão licenciando as gravações para a loja e cortando uma série de intermediários, entre eles a gravadora. A EMI, que em um acordo normal distribuiria os royalties, não quis comentar o caso, segundo informou o site da Rolling Stone EUA.

Outros artistas como o Allman Brothers Band e AC/DC tentaram sem sucesso estabelecer contratos nos quais eles seriam autorizados a terem o controle de suas gravações e elaborarem seus próprios acordos de licenciamento.