Amber Heard relata ter sofrido ameaças de morte depois de denunciar Johnny Depp

"Eu vivi ameaças de morte, assédio, bullying, invasão da minha privacidade, vida e carreira. Mas ainda estou aqui", desabafa a atriz

Redação Publicado em 09/05/2019, às 14h27

None
Amber Heard (Foto: Evan Agostini / Invision / AP)

Desde que Amber Heard, 33, denunciou o seu ex-marido Johnny Depp, 55, por violência doméstica, ela tem sido alvo de depreciações. Em uma conferência realizada em Nova York, a atriz revelou ter recebido ameaças de morte.

"Sou uma pessoa que sofreu a ira dessa força na nossa cultura, quando uma mulher ou uma sobrevivente fala sobre agressão. Eu vivi ameaças de morte, assédio, bullying, invasão da minha privacidade, vida e carreira. Mas ainda estou aqui porque me recusei a aceitar isso em silêncio", desabafa. 

Amber falou também sobre a importância de se manifestar. “Precisamos expressar as nossas opiniões, nos levantar e falar porque é assim que as atitudes mudam e é assim que a nossa cultura muda.”

Em abril, o processo entre os atores foi disponibilizado para o público e nele estão descritas todas as acusações apresetadas pela atriz. 

+++ 16 histórias que todos os fãs de Beatles deveriam saber