Baterista do AC/DC é preso por posse de drogas e acusado de planejar assassinato

Phil Rudd, integrante da atual formação do grupo, foi levado à delegacia e pode enfrentar até 10 anos de prisão

Rolling Stone EUA Publicado em 06/11/2014, às 10h09 - Atualizado às 11h51

Phil Rudd, baterista do AC/DC, deixa a delegacia em Tauranga, na Nova Zelândia, após ser acusado de planejar o assassinato de um homem e de posse de drogas.

Ver Galeria
(8 imagens)

Phil Rudd, baterista do AC/DC, foi preso na Nova Zelândia, na manhã de quinta-feira, 6, horário local, e acusado de tentativa de homicídio, como publicou o site Stuff.co.nz. Um integrante da polícia neozelandesa confirmou a prisão de Rudd em entrevista à Rolling Stone EUA. De acordo com o Stuff, Rudd é acusado de tentar planejar a morte de dois homens, assim como por posse de metanfetamina e maconha.

O AC/DC faz parte da nossa lista de roqueiros bons de marketing.

O baterista se apresentou na corte do distrito Tauranga na tarde de quinta-feira (também horário local) e foi liberado mediante o pagamento da fiança. Ele deve voltar à delegacia para uma nova audiência em três semanas e, se for condenado, pode enfrentar 10 anos de cárcere por planejar a morte, além do período de prisão pela posse de drogas.

Além da ficção: astros de filmes e séries que mataram pessoas na vida real.

A polícia neozelandesa ainda não revelou detalhes sobre a prisão de Rudd e quem ele planejava matar. Segundo o jornal The Sun, Rudd foi “acusado de planejar o assassinato” entre os dias 25 e 26 de setembro.

As acusações de drogas surgiram após uma busca realizada pela polícia na casa do músico de 60 anos - também na quinta-feira, 6.

O porta-voz do grupo não foi encontrado para comentar o caso.

Entrevista: "Malcolm Young é um cara impiedoso, que fez tudo para chegar ao sucesso", diz biógrafo do AC/DC.

Em outubro, foi divulgada uma nova foto do grupo com a participação do vocalista Brian Johnson, o baixista Cliff Williams e os guitarristas Angus Young e Stevie Young. Questionado sobre a ausência de Rudd, o porta-voz contou à RS EUA que o baterista não estava disponível na época em que a imagem foi feita, mas que ele ainda era um integrante ativo da banda.

Submundo do esporte: relembre oito casos de atletas acusados de assassinato.

Ainda é incerto saber como a prisão de Rudd irá afetar a nova turnê mundial do grupo, que acontece em 2015. A banda se prepara para lançar, no dia 2 de dezembro, o disco Rock or Bust, o primeiro trabalho deles em seis anos – e o único sem o guitarrista Malcolm Young, que deixou o grupo no início do ano por conta de uma doença mental. A banda estreou a primeira faixa do álbum, “Play Ball”, em outubro.

Edição 27: AC/DC e o Manual do Rock & Roll.

Rudd se tornou o baterista do AC/DC em 1975 e permaneceu com o grupo até 1983, mudando-se para Tauranga, na Nova Zelândia, quando ele deixou a banda. O músico voltou ao AC/DC em 1994 e tem sido integrante permanente desde então.

O baterista lançou o disco de estreia solo, Head Job, em agosto deste ano.