Batman Day: Qual foi exigência de Jack Nicholson para interpretar Coringa?

Antes de aceitar viver o Coringa no filme Batman (1989), de Tim Burton, ator Jack Nicholson fez uma exigência para a produção

Itaici Brunetti Publicado em 18/09/2021, às 13h00

None
Cena de Batman (1989), de Tim Burton (foto: reprodução)

Embora os atores Joaquin Phoenix e Heath Ledger tenham elevado a interpretação do Coringa nos cinemas à perfeição, o vilão vivido por Jack Nicholson em Batman(1989), de Tim Burton, possui um lugar cativo no coração dos fãs, mesmo não sendo o preferido da maioria. 

Na década de 1980, Jack Nicholson já era considerado um dos maiores astros de Hollywood; o cachê do ator para cada produção em que participava era de US$ 10 milhões (R$ 52 milhões). Mas, para interpretar o Coringa em Batman ele aceitou baixar o valor para US$ 6 milhões e  negociou uma parte dos lucros de bilheteria e merchandising do filme, segundo informa o site Far Out Magazine

+++ MAIS LIDAS: Batman Day: São Paulo será iluminada com bat-sinal

No entanto, para que pudesse participar do primeiro longa do homem-morcego, Jack Nicholson fez uma exigência ao produtor Gary Peters: que o tempo de gravação de suas cenas não excedesse mais do que três semanas. Porém, como nem tudo sai como o planejado, as cenas do ator duraram cerca de 100 dias, e ele teve que aceitar. 

Vale ressaltar que Jack Nicholson foi o primeiro grande nome a ser contatado pela produção para participar de Batman, antes mesmo do diretor Tim Burton assumir o posto de direção ou Michael Keaton ser convidado para vestir o manto do super-herói. Ou seja: Gary Peters já tinha Nicholson em mente como Coringa antes mesmo do projeto começar a tomar forma. 

+++ MAIS LIDAS: Batman: o pior e o melhor filme do herói da DC Comics

As informações são do site Far Out Magazine


Batman Day - celebrações

Neste sábado, 18 de setembro, acontece o Batman Dayem todo o mundo, dia exclusivo para comemorar a existência do homem-morcego. Criado em 23 de julho de 2014, Batman Day celebra a Detective Comics 27, estreia do herói nos quadrinhos da DC Comics.

Como comemoração, o catálogo brasileiro da HBO Max receberá sete produções do herói: O Retorno do Cavaleiro das Trevas, Parte 2 (2013), Ano Um (2011), Batman Unlimited: Mechs vs. Mutants (2016), Batman Contra o Capuz Vermelho (2010), Batman Unlimited: Instinto Animal (2015), O Cavaleiro de Gotham (2008) e Scooby-Doo: The Brave and the Bold (2018).

Além disso, a DC Comics preparou o especial Batman: O Mundo, antologia responsável por mostrar o homem-morcego em diversos locais do mundo, como São Paulo. Com artes e roteiros de brasileiros, Carlos Estefan (roteiro), Pedro Mauro (arte interna e capa), Fabi Marques (cor) e Marcelo Maiolo (cor da capa) assinam a revista.

Para completar, haverá uma nova pintura do homem-morcego no Beco do Batman, localizado no bairro de Vila Madalena, Zona Oeste de São Paulo. E o Farol Santander iluminará o céu da capital paulista com o bat-sinal às 20h, similar ao fictício usado pelo comissário Gordon para convocar o herói.