"Bobbi tem danos irreversíveis no cérebro", diz mãe de Whitney Houston

Cissy Houston, avó de Bobbi Kristina, nega que a neta tenha acordado do coma

Redação Publicado em 21/04/2015, às 11h10 - Atualizado às 12h45

Bobbi Kristina e Cissy Houston
AP

Após Bobby Brown afirmar que a filha dele, fruto de um relacionamento com a cantora Whitney Houston, não depende mais do uso de aparelhos para sobreviver e acordou após cerca de três meses em coma, a família materna de Bobbi Kristina negou as informações.

As dez performances mais impactantes de Whitney Houston

Segundo publicou o site da revista Us Weekly, Bobby disse que a filha havia acordado durante uma apresentação de Frankie Beverly no último sábado, 18, da qual ele fez parte. "Posso dizer que Bobbi está acordada", disse ele. Após a declaração do músico, Tina Brown, irmã de Bobby, também falou sobre o estado de saúde da sobrinha: "Sim, ela acordou e não está mais dependendo de aparelhos. Deus é bom! Obrigada por suas orações. Ainda em recuperação, mas ela vai ficar bem".

A carreira da diva em fotos

Poucas horas após as declarações, contudo, Cissy Houston, mãe de Whitney e avó de Bobbi Kristina, negou, em entrevista ao site TMZ, que a neta esteja acordada e lúcida. "Em conversa com os médicos, ficar saber que ela poderá viver nessa condição durante toda vida realmente me entristece", disse Cissy.

"Acabo de voltar de uma visita a minha neta Bobbi Kristina no hospital e ela não está mais em coma induzido, mas tem uma traqueostomia. De acordo com os médicos, ela tem danos irreversíveis no cérebro e se mantém inconsciente". Cissy disse ter fé em uma recuperação da neta. "Apenas podemos confiar em um milagre neste momento. Nos ajude com orações", declarou.

Entenda o caso

No dia 31 de janeiro, a jovem, de apenas 21 anos, foi encontrada desacordada e de bruços pelo marido, Nick Gordon, e pelo amigo, Max Lomas, na banheira da residência do casal em Atlanta, nos Estados Unidos.

Ainda no local, Gordon tentou uma “respiração boca a boca e um policial assumiu o socorro para mantê-la viva até a ambulância chegar”, segundou reportou a revista People.

Bobbi, então, foi levada ao North Fulton Hospital. Desde então, ela estava respirando com o auxílio de aparelhos e teve a atividade cerebral diminuída significativamente.

Relembre a morte de Whitney Houston

A cantora morreu em decorrência de afogamento, combinado com um problema no coração e uso de cocaína, informaram os legistas responsáveis pela autópsia da cantora, em Los Angeles.

De acordo com o exame toxicológico, além de cocaína, também foram encontrados no corpo de Whitney maconha e medicamentos controlados (Xanax, Flexeril e Benadryl), mas estes não contribuíram para a morte da artista, que, segundo o relatório, foi um acidente.

Assista à última performance ao vivo da cantora

A cocaína teria contribuído para que a cantora tivesse um mal funcionamento do coração - ela foi diagnosticada com aterosclerose pelos legistas - enquanto estava na banheira; ela então perdeu a consciência e acabou com o rosto submerso, morrendo por afogamento.

Whitney Houston morreu aos 48 anos no dia 11 de fevereiro de 2012, horas antes de participar de uma festa pré-Grammy. A cantora deixou uma filha, Bobbi Kristina, fruto de seu relacionamento com Bobby Brown.