Bryan Cranston escolhe a cena mais nojenta de Breaking Bad

Ator também vê semelhanças entre Walter White e o presidente Lyndon B. Johnson, personagem que vive atualmente no teatro

Rolling Stone EUA Publicado em 26/04/2014, às 10h39 - Atualizado às 11h15

Bryan Cranston - Breaking Bad
Divulgação

Ao longo das cinco temporadas de Breaking Bad Bryan Cranston presenciou – e, como Walter White, foi responsável por – inúmeras coisas desagradáveis, como a explosão da cabeça de Gus Fring, a overdose de Jane e as combinações de roupa de Saul Goodman. Mas durante um painel no Festival de Cinema de Tribeca (intitulado “Psicopata que Amamos"), o ator selecionou um momento do segundo episódio da primeira temporada como a cena mais nojenta. As informações são do site Indiewire.

Personagens de Breaking Bad e outras séries são "simpsonizadas" por ilustrador belga.

“Logo no começo, teve uma cena em que pedi a meu jovem aprendiz para comprar um contêiner de plástico específico para dissolver um corpo e ele disse: ‘Por que teríamos que fazer isso quando temos uma banheira lá em cima?’ Mas essa substância consegue corroer porcelana, então todo o teto caiu com partes do corpo liquidificadas e nós tínhamos que limpar. Mesmo não sendo real, eu quase vomitei."

Bryan Cranston vai revelar segredos e "mentiras" em livro de memórias.

Cranston também fez comparações interessantes entre Walter White e seu personagem mais recente, o Presidente Lyndon B. Johnson, interpretado por ele na peça da Broadway All the Way. LBJ era um homem que acreditava que “os fins justificam os meios”, disse Cranston. “Ele faria qualquer coisa ao seu alcance para conseguir o que queria. Se ele não fosse esse tipo de pessoa, teria ele conseguido fazer tudo o que fez? É uma forma triste de pensar sobre a humanidade.”

O ator também falou sobre a complexidade de vilões como Walter White que desafiam o tradicional “malvado”. “É fácil para o público deixá-los de lado”, disse ele, “mas um personagem mais complexo é alguém que – eu não sei se ele é bom ou mau. Eu fico na dúvida. É assim com Nucky Thompson [Boardwalk Empire], Tony Soprano [Família Soprano] e [Walter White. Existe uma mistura. E seres humanos são assim.”

Cranston vai contar mais detalhes sobre os bastidores de Breaking Bad em seu livro de memórias, que deve ser publicado em 2015 pela Scribner, da Simon & Schuster. O ator também está no remake de Godzilla, que estreia dia 15 de maio.