Calle 13 é o grande vencedor do Grammy Latino

Duo de Porto Rico levou para casa nove prêmios na cerimônia que aconteceu nesta quinta, 10

Redação Publicado em 11/11/2011, às 12h51 - Atualizado às 13h17

Calle 13 é o grande vencedor do Grammy Latino, levando nove prêmios para casa
Foto: AP

O destaque do Grammy Latino, que aconteceu nesta quinta, 10, em cerimônia de três horas, ficou para a dupla René Pérez e Eduardo Martínez, que formam o duo de Porto Rico Calle 13, que levou para casa nove prêmios - inclusive o de álbum do ano. As informações são da agência internacional de notícias Reuters.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

O duo havia sido indicado em dez categorias e foi responsável pela abertura da premiação junto à Orquestra Sinfônica Simón Bolívar, com a execução de "Latinoamerica", canção que levou os prêmios de melhor composição e gravação do ano. "A todos na América Latina... Vida longa à música", disse Pérez, durante a noite, dedicando os prêmios "aos que não se vendem e fazem música de verdade". Entren los que Quieran foi escolhido como melhor álbum do ano e melhor álbum urbano. "Baile de los Pobres" foi considerada a melhor canção urbana.

Shakira recebeu a estatueta de melhor álbum vocal pop feminino com Sale el Sol e o prêmio de Personalidade do Ano. "Sem amor, nada vale. Sem amor, não sou nada", disse a colombiana. Entre os brasileiros, Caetano Veloso foi premiado na categoria de melhor álbum de rock brasileiro, com Zii e Zie - Ao Vivo, Jota Quest, com melhor álbum brasileiro de pop contemporâneo por Quinze e Djavan, com melhor álbum de MPB por Ária.

Veja abaixo a lista de vencedores nas categorias brasileiras:

Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro: Quinze, de Jota Quest

Melhor Álbum de Rock Brasileiro: Zie e Zie – Ao Vivo, de Caetano Veloso

Melhor Álbum de Samba/Pagode: Exaltasamba 25 anos – Ao Vivo, de Exaltasamba

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira: Ária, de Djavan

Melhor Canção Brasileira: De Repente, de Nando Reis e Samuel Rosa

Melhor Álbum de Música Sertaneja: João Bosco & Vinícius

Melhor Álbum Infantil Latino: Música de Brinquedo, de Pato Fu

Melhor Álbum de Música Cristã (Língua Portuguesa): Extraordinário Amor de Deus, de Aline Barros

Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras – Regional Nativa: Sinfonia & Batuques, de Naná Vasconcelos