CEO da Sony diz que ataque de hackers não deverá afetar finanças da empresa

Segundo a Sony, A Entrevista já gerou mais de US$ 36 milhões

Redação Publicado em 10/01/2015, às 11h13 - Atualizado às 15h48

A Entrevista
Reprodução

O CEO da Sony, Kazuo Hirai, declarou esta semana que o ataque de hackers aos servidores da empresa de entretenimento não deverá ter um impacto financeiro significativo. O ataque, que aconteceu em novembro, foi desencadeado pelo lançamento do filme A Entrevista, comédia que a empresa planejava – e acabou conseguindo – distribuir a partir do Natal, nos Estados Unidos. Com conteúdo polêmico, o longa tece críticas ao governo da Coreia do Norte, que foi responsabilizado pelo ciberataque.

10 estrelas da música que cantaram para ditadores.

Em outra declaração, a Sony Pictures Entertainment ainda afirmou que o filme em questão já havia arrecadado mais de US$ 36 milhões desde que chegou a uma quantidade limitada de cinemas (580 salas), nos EUA, e em diversos sistemas de streaming on demand, como o Google Play.

Seth Rogen: a mente adolescente por trás de A Entrevista, o filme mais controverso do ano.

Ainda foi anunciado que A Entrevista, que teve um orçamento de US$ 44 milhões, foi baixado 4,3 milhões de vezes entre 24 de dezembro, quando chegou à internet, e 4 de janeiro. Leia abaixo mais notícias sobre o caso, que marcou a indústria do entretenimento no ano passado.