Lollapalooza 2015: do R&B ao rap, Childish Gambino faz show inquieto no palco Perry

Em apresentação versátil cantor demonstrou habilidades vocais e tocou faixas conhecidas

Thiago Neves Publicado em 29/03/2015, às 22h43 - Atualizado às 23h29

Childish Gambino no Lollapalooza 2015

Ver Galeria
(2 imagens)

Na noite deste domingo, 29, com alguns minutos de atraso, as luzes do palco Perry, responsável por receber as atrações de música eletrônica, se apagaram. Entre gritos empolgados, aos poucos, a voz do rapper Childish Gambino era ampliada pelas caixas de som. O ator Donald Glover, real nome de Gambino, surgia lentamente no palco, rimando versos freestyle. Logo após toda a banda entrar em cena, o cantor tirou a camiseta branca, assim como o felpudo cossaco, e começou um dos shows mais performáticos do Lollapalooza 2015.

Lollapalooza 2015: DJ Snake leva os fãs ao delírio com o hit “Turn Down for What”.

Gambino foi ultrapassado apenas por um outro artista no quesito atuação: St. Vincent, que subiu ao palco no sábado, 28. O rapper, contudo, encenou cada uma das canções do setlist. Ao tocar “Crawl”, seguida de “World Star”, ambas de Because the Internet (2013), segundo e mais recente álbum do artista, o clima na tenda era de tensão; o rapper explora toda a rapidez com que consegue rimar. Ofuscado por luzes vermelhas e muita fumaça, ele foi incisivo nos versos, beirando a agressividade.

Lollapalooza 2015: Skrillex rouba a cena e embala multidão em "rave roqueira" .

Entre os três lançamentos, Camp (2011), Because the Internet e a recente mixtape Kauai, de 2014, é possível notar no último influências do R&B pelo fato de Gambino não rimar tempo todo. Ele aposta em refrãos melódicos e brinca com o alcance vocal, fato que torna tudo mais romântico e engraçado. É evidente a capacidade representativa do rapper. Entre os diversos tons que poderia dar ao show, Glover fez tudo com naturalidade. Seguiu um roteiro que o deixou à vontade e, com a mesma serenidade com que cantou o refrão de “Sober”, foi capaz de saltar as veias (vide fotos) enquanto disparava rimas velozes em “Heartbeat” e “Bonfire”.

Lollapalooza 2015: veterano do festival, Foster the People se mostra mais maduro no palco.

Entre as diversas facetas de Donald Glover, o personagem Childish Gambino dava um descanso para parte da banda, que sentava em um banco instalado ao lado da bateria. O cenário deu um ar de descontração ao talentoso cantor, que soube entreter o dividido público - tanto aqueles que não conheciam os hits do rapper quanto os fãs que ocupavam as primeiras fileiras. Ao som de “3005”, maior sucesso dele, o ex-astro de Community se despediu depois de dançar e atuar por cerca de uma hora.

Leia também