Com Gregório Duvivier no palco, Clarice Falcão faz show para fãs do Porta dos Fundos no Planeta Terra

O comediante e namorado da cantora foi ovacionado ao subir ao palco ao fim da irônica “Essa É Pra Você”

Stella Rodrigues Publicado em 09/11/2013, às 17h06 - Atualizado em 10/11/2013, às 03h29

Clarice Falcão

Ver Galeria
(2 imagens)

“Olá, Planeta Terra. Me sinto um ET falando isso”, brincou Clarice Falcão no início do show que fez no festival paulistano. “Estou muito feliz de estar aqui”. Apesar da piada da cantora, compositora e humorista dizer respeito ao nome do evento, poderia ser interpretada como algo diferente, já que boa parte do repertório dela (que forma apenas um disco completo, Monomania) ficou conhecido na internet, em versão voz e violão, e poderia soar estranho em um festival grande. Não soou. Aliás, se de forma geral a cantora gera tanta paixão quanto rejeição com seu jeito acanhado e voz docinha, no Terra ela parecia estar em casa e entre os seus, já que conseguiu atrair um público considerável, no meio da tarde, com sol forte refletindo no concreto e testando a persistência de quem estava sem nenhuma sombra por perto.

Entrevista - “Eu ficaria entediada se fizesse uma coisa só”, diz a atriz, cantora e compositora Clarice Falcão.

Visivelmente nervosa e emocionada (em certo momento, quando pediram para descer do palco e chegar perto da plateia, ela respondeu com honestidade “Ai, gente, como faz isso? Eu não sei”), Clarice ainda teve um desafio extra no palco. Competir com o som da banda O Terno, que tocava no palco ao lado. Estreando no Campo de Marte, a organização do Planeta Terra posicionou os palcos muito próximos um ao outro, de forma que em quase todos os momentos era possível ouvir o show da banda brasileira embolado ao som brando do set de Clarice.

Planeta Terra 2013: veja um resumo do festival.

O momento mais legal e comemorado foi durante a performance de “Essa É Pra Você ”, que ela cantou e tocou no violão sozinha, sem banda. A letra é uma “canção de amor ao contrário”, traz versos em que ela se diz de saco cheio do relacionamento e mais do que disposta a terminar. Um sucesso com o público do canal online de humor Porta dos Fundos, a música teve uma surpresa no final: Gregório Duvivier, namorado da moça, subiu ao palco e, como faz no vídeo, pergunta se aquela música tão cheia de ódio foi feita para ele. “Claro que não, meu amor, você está louco”, respondeu ela. As pessoas deliraram com a brincadeira.

Apesar das letras irônicas e cheias de humor, beirando a tragicomédia, Clarice preencheu a cota “música fofa” do Planeta Terra, que em anos anteriores contou com Mallu e Best Coast, por exemplo. “Eu Me Lembro", "De Todos os Loucos do Mundo" e “Fred Astaire” também fizeram parte do show, assim como as inevitáveis gracinhas da cantora, que fez piada com a plateia o tempo todo. "Tá rolando o show de O Terno aqui ao lado, eu queria estar vendo, mas estou aqui. Então, queria pedir para vocês gritarem um pouco para parecer que está legal aqui também”. Ela foi atendida e agradeceu a força.

Antes de encerrar, Clarice mostrou uma música “inacabada”. Cantou a letra que acompanha o começo da música – cheia de versos típicos dela, como “gosto de você como quem gosta de um perfil do Facebook com foto de casal” – e, na porção que ainda não tem letra, ela simplesmente sentou na beirada do palco, vestiu um chapéu e ficou bebericando um drink enquanto a banda fazia a parte dela. Ao fim da canção, segundo ela, vieram ordens de cima para cantar só mais uma e ela encerrou com “Oitavo Andar”, a pedido do público.

Leia abaixo nossa cobertura completa do Planeta Terra 2013.