Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Dahmer: Advogado de sobrevivente comenta o caso: 'Destruiu a vida dele'

Em recente entrevista, o então defensor de Tracy Edwards revelou como os crimes de Jeffrey Dahmer afetaram a vida da vítima

Redação Publicado em 04/10/2022, às 09h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Cena de 'Dahmer: Um Canibal Americano' (Foto: Reprodução/ Netflix)
Cena de 'Dahmer: Um Canibal Americano' (Foto: Reprodução/ Netflix)

No primeiro episódio da nova série Dahmer: Um Canibal Americano, o diretor Ryan Murphy recriou a noite em que Tracy Edwards foi levado até o terrível apartamento do serial killer Jeffrey Dahmer. Agora, diante do sucesso da produção, o advogado do verdadeiro Tracy Edwards veio à público para falar sobre o trauma vivido pelo único sobrevivente do assassino.

Edwards tinha 32 anos quando fugiu do apartamento de Dahmer após ser algemado e ameaçado pelo criminoso. No dia 22 de julho de 1991, o homem tornou-se a única vítima reconhecida pelos registros a escapar com vida dos crimes cometidos pelo assassino.

Mais de 30 anos depois, Paul Ksicinski, o advogado de Tracy Edwards, decidiu comentar o caso e ainda falou sobre a vida da vítima após o trauma. Em entrevista ao Fox News Digital, ele afirmou que Edwards foi profundamente afetado pelo caso: “destruiu a vida dele”.

+++LEIA MAIS: Dahmer: O Canibal Americano: Familiar de vítima condena série da Netflix: "Retraumatizante"

Ele nunca mais conseguiu recompor sua vida depois disso. Ele abusava de drogas e bebia álcool em excesso. Ele não tinha casa. Ele simplesmente vagava de um lugar para outro. Eu não sei como ou o que ele poderia ter feito para colocar as coisas em ordem novamente.”

Segundo o advogado, o atual paradeiro de Edwards é desconhecido. Mas sabe-se que as terríveis cenas retratadas na série da Netflix não demonstram nem metade dos verdadeiros traumas sofridos pela vítima enquanto ele estava preso na casa de Jeffrey Dahmer.

Ele descreveu um cheiro de morte quando entrou no apartamento de Dahmer. Descreveu como Dahmer colocou a cabeça dele em seu peito, para que ele pudesse ouvir seu batimento cardíaco. E depois descreveu como Dahmer disse: 'Vou ter que comer seu coração'.”

+++LEIA MAIS: 'Cannibal': Compositora explica citação a Jeffrey Dahmer em música de Kesha

Por fim, Ksicinski afirmou que, em sua opinião, Tracy Edwards desenvolveu um quadro de estresse pós-traumático após o ocorrido. Na entrevista, o advogado ainda revelou que Tracy “era muito avesso a querer lembrar o que aconteceu com ele ou até mesmo falar sobre isso”.

Jeffrey Dahmer assassinou pelo menos 17 homens e meninos em Milwaukee, nos Estados Unidos, entre 1978 e 1991. Condenado a 16 prisões perpétuas por estuprar e desmembrar suas vítimas — realizando atos canibais em seguida —, o serial killer foi detido em julho de 1991, depois que Tracy Edwards fugiu de seu apartamento e pediu ajuda para dois policiais.

+++LEIA MAIS: Não é só Jeffrey Dahmer: Personagens de Evan Peters que não são psicopatas