Dalai Lama e Patti Smith dividem o palco no festival de Glastonbury

Líder espiritual budista foi parabenizado pelo público na Inglaterra pelo aniversário de 80 anos

Rolling Stone EUA Publicado em 29/06/2015, às 11h10 - Atualizado às 13h25

Dalai Lama e Patti Smith dividem o palco no festival de Glastonbury
Reprodução/vídeo

Além das muitas atrações musicais que se apresentaram entre 24 e 28 de junho no festival de Glastonbury, uma personalidade do campo religioso compareceu ao evento britânico no último domingo, 28.

Leia entrevista da Rolling Stone com o Dalai Lama

O líder espiritual budista Dalai Lama subiu ao palco principal após convite da cantora Patti Smith, que assim como o público presente, assistiu extasiada aos oito minutos em que o ícone tibetano ali se manteve.

Assista:

Patti cantou parabéns para Dalai Lama dias antes dele completar 80 anos de vida, em 6 de julho. Ainda foi oferecido a ele um bolo de frutas que a celebridade cortou e assoprou para apagar a velinha.

“Esses cantores e músicos, a maioria tem cabelo branco, mas a voz deles e a movimentação física deles, me encoraja. Eu deveria estar como você”, disse ele a Patti. A cantora então respondeu, sorrindo : “Mas a sua voz está mais forte do que a minha”.

Patti Smith dá detalhes sobre a continuação do livro Só Garotos.

Antes de prestigiar a roqueira de 40 anos cantando "Redondo Beach", "Gloria" "People Have the Power" e uma cover de "My Generation”, do The Who (outro convidado do festival), o Dalai Lama participou, segundo o jornal The Guardian, de um painel no qual conclamou os Estados Unidos e a Rússia a se livrarem de suas armas nucleares e no qual pediu que as nações passem a olhar para o meio ambiente como uma questão global. Ele também fez em Glastonbury um discurso contra a violência praticada em nome do islamismo na Nigéria e no Oriente Médio.