Damon Albarn tem excesso de faixas para novo álbum do Gorillaz, diz agente

O terceiro disco da banda virtual deve sair em um ano; material extra deverá ser "filtrado" antes do lançamento

Da redação Publicado em 15/05/2009, às 12h49

Não é por falta de material que o Gorillaz não lança novo album, garantiu, à estação de rádio britânica BBC 6 Music, o agente da banda virtual, Chris Morrison. Segundo o site Gigwise, o empresário falou no ar que Damon Albarn, líder do quarteto britânico Blur (reativado recentemente, após "férias" de sete anos), "tem uma penca de faixas neste momento".

O que será feito delas, no entanto, ainda é incerto. É tanto material para um só álbum que "talvez fosse o caso de apará-lo para criar um disco", disse Morrison. "Se todas verão a luz do dia ou serão redefinidas para caber em um montante normal para um álbum de 10 a 15 canções... não posso dizer a esta altura."

É cedo, alegou o agente (também responsável pelo Blur), também para definir uma data de lançamento. "O plano para um novo álbum do Gorillaz é: esperaremos até que Damon termine de gravá-lo."

Mas a espera não será tão arbitrária, à moda Chinese Democracy, assim. "O lance é, estamos reformulando agora e (o disco) deve sair no período de um ano. Espero. Provavelmente, estou antecipando algo - e serei recebido a gritos por isso!", brincou.

Damon e Jamie Hewlett, a dupla por trás da banda de animação, chegaram a buscar inspiração na Síria para compor o terceiro álbum de estúdio, sucessor de Demon Days, lançado em 2005. "Vou para a Síria porque sou fascinado por música orquestral árabe", declarou, em janeiro, Albarn.

Para aguentar a demora, os fãs podem se virar a Bananaz, documentário sobre a banda lançado em abril, na internet.