Dave Grohl ficou “apavorado” ao assistir a trecho de Kurt Cobain: Montage of Heck

“As partes mais sombrias do fim acabariam comigo”, disse o ex-baterista do Nirvana, que não conseguiu chegar ao fim do filme

Rolling Stone EUA Publicado em 30/06/2015, às 16h53 - Atualizado às 17h43

Dave Grohl posa para foto na divulgação de Sonic Highways, novo disco do Foo Fighters, em Nova York.

Ver Galeria
(5 imagens)

Dave Grohl não suportou assistir ao documentário sobre Kurt Cobain, batizado como Montage of Heck, confessou ele ao The Washington Post. O líder do Foo Fighters, que também foi baterista do Nirvana, afirmou ao jornal que quando pegou a esposa dele assistindo uma exibição do filme na HBO em uma noite de maio, ele se sentiu “apavorado”.

Veja um guia sobre o legado cinematográfico de Kurt Cobain.

O músico estima que assistiu apenas 10 minutos do filme e decidiu dormir. “Todas as gravações dele quando criança, acho que me deixaram triste”, disse o Grohl. “Por isso, eu acho que o material mais sombrio do fim acabaria comigo.”

Brett Morgen, que dirigiu Montage of Heck, entrevistou Grohl para o documentário, mas escolheu não incluir o ex-baterista do Nirvana na edição, parcialmente porque a entrevista não aconteceu antes da estreia do filme.

Kurt Cobain - Montage of Heck: saiba tudo sobre o documentário.

“Achei que não precisava de duas pessoas do Nirvana”, disse o diretor à Rolling Stone EUA em Sundance, onde o documentário estreou, no último mês de janeiro. “Não é esse tipo de filme. Então fiquei satisfeito com a participação de Krist [Novoselic].”

Ele acrescentou: “Porque Dave estava gravando um álbum e não estava disponível até cerca de três semanas depois de termos terminado, fizemos aquela entrevista já sabendo que era quase impossível incluí-la antes de Sundance – sem mencionar que mexeria em um filme que eu vinha fazendo há oito anos.”

20 anos atrás, um Kurt Cobain rouco e introspectivo comandava o último show do Nirvana.

Kurt Cobain: Montage of Heck é o primeiro documentário sobre Kurt Cobain produzido em colaboração com Frances Bean e Courtney Love, respectivamente, filha e ex-esposa dele. A edição é do canal de TV norte-americano HBO.

Além de arquivos, vídeos caseiros, gravações, desenhos, fotografias e diários nunca revelados, o diretor Brett Morgen teve acesso a demos e faixas inéditas de Cobain. O documentário também conta com diversas canções do Nirvana.