Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Política

Elon Musk diz que comprou Twitter porque temia 'vírus de esquerda' que domina EUA

Twitter passou por diversas mudanças após aquisição de Elon Musk, inclusive no nome

Redação Publicado em 08/09/2023, às 10h01

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Conta de Elon Musk no Twitter/X (Foto: Scott Olson/Getty Images)
Conta de Elon Musk no Twitter/X (Foto: Scott Olson/Getty Images)

Pela primeira vez desde que comprou Twitter oficialmente em outubro de 2022, Elon Musk falou pela primeira vez sobre o motivo de adquirir a rede social, que decidiu colocar o nome de X após assumir o comando. Segundo o empresário, ele tinha medo de "vírus de esquerda" dominar completamente os Estados Unidos.

Em trecho de biografia publicado pelo The Wall Street Journal, Musk ainda falou sobre a filha trans, chamada Vivian Jenna Wilson, que também teria pensamentos de esquerda - e isso preocupou o empresário. Vale lembrar como Elon Musk já fez comentários transfóbicos na internet.

+++LEIA MAIS: Como é criar filhos com Elon Musk? Grimes responde

No livro, o bilionário chamou a filha de "comunista" e alega como ela foi influenciada a acreditar que os ricos são maus, já que a escola cara cobra US$ 50 mil por ano na Califórnia. Além disso, ele culpa "parcialmente" a Crossroads School for Arts & Sciences por alterar a atitude da filha em relação ao pai.

Ela foi além do socialismo para se tornar uma comunista completa e acreditar que qualquer pessoa rica é má.

Por mais que tenha apoiado Vivian inicialmente, Elon Musk ficou desiludido com as opiniões de esquerda dela - inclusive, os dois perderam contato. Ele viu esse conflito também no Twitter, que acreditava ter sido infectado por uma mentalidade que suprimia as vozes de direita. Segundo Musk, isso ameaça liberdade de expressão e democracia. Por isso comprou a rede social e decidiu mudar as políticas internas

+++LEIA MAIS: Dionne Warwick gostaria de ter uma conversa com Elon Musk; entenda

"A menos que o vírus da mente desperta, que é fundamentalmente anticientífico, anti-meritocracia e anti-humano, em geral, seja detido, a civilização nunca se tornará multiplanetária," afirmou.