Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Emicida e Arthur do Val debatem cachê de R$ 285 mil na Virada Cultural

O ex-deputado conhecido como Mamãe Falei questionou o valor recebido por Emicida para show na Virada Cultural de São Paulo

Redação Publicado em 07/06/2023, às 13h18

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Emicida (Foto: Reprodução / Multishow), Arthur do Val (Foto: Reprodução)
Emicida (Foto: Reprodução / Multishow), Arthur do Val (Foto: Reprodução)

Arthur do Val, ex-deputado que teve o mandato cassado, discutiu com Emicida nas redes sociais por conta do cachê do artista na Virada Cultural de São Paulo. O político também conhecido como Mamãe Falei questionou os valores pagos para a realização do evento.

"Emicida recebeu R$ 285 mil pra fazer show na virada cultural. Não foi só ele, teve cachê de mais de R$ 400 mil. Em vez de fomentar artistas que realmente precisam: atores, cantores, cenógrafos, figurinistas que muitas vezes estão esquecidos nas periferias lutando todos os dias para a verdadeira inclusão cultural. Preferem dar cachê polposos para artistas já estabelecidos e bem remunerados," escreveu (via Terra). 

+++ LEIA MAIS: AmarElo: letras de Emicida inspiram TCC no Piauí

"Via de regra esses shows ainda acontecem nas regiões centrais da cidade onde se concentram os mais ricos. Não é pela cultura, nunca foi. É pela política de pão e circo e apoio da patota," Arthur completou.

Emicida rebateu o ex-deputado destacando empregos gerados por eventos do tipo: "Tem gente que trabalha, gera empregos, valoriza a cultura, fomenta o comércio local, leva novos artistas pra participar do espetáculo e faz girar a economia da cultura e da quebrada. Esse é nosso caso. Cuidando dos nossos."

"E Tem gente como você, que tenta fazer turismo sexual em zona de guerra… Cada um oferece o que tem pra oferecer," completou, relembrando caso de Arthur na Ucrânia em 2022, quando visitou o país em guerra e declarou que as mulheres no local eram "fáceis porque são pobres."

As falas do então deputado geraram a cassação de seu mandato e inelegibilidade por oito anos.

Virada Cultural gera discussão 

Os cachês da Virada Cultural foram divulgados pela agência Fiquem Sabendo, que obteve os dados por meio da Lei de Acesso à Informação. De acordo com o levantamento, ao menos 10 artistas receberam mais de R$ 280 mil pela apresentação no evento na capital paulista. 

Os valores não foram o único ponto de debate. A curadoria também foi questionada, inclusive, por outros artistas, como Flora Matos. Em publicação no Twitter, a rapper destacou: "Nada contra seu cachê de R$ 300 mil. O problema é que se você não for coligado com a curadoria eles choram pra pagar R$ 100 mil choram pra pagar 50, pra pagar 30. Mesmo sendo um dos shows mais desejadas pelo público, a mais 5 anos sem se apresentar a virada. Mas tem alguém lá todo ano."

+++ LEIA MAIS: 10 artistas que ganharam mais de R$ 280 mil na Virada Cultural de São Paulo [LISTA]

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!