Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Sempre há uma exceção

Fã perde show de Taylor Swift ao descobrir gravidez já em trabalho de parto

A bolsa de Eduarda Mendes de Araújo Lopes estourou quando ela já estava no Engenhão; equipe do hospital sugeriu dar o nome de Taylor ao bebê

Redação Publicado em 24/11/2023, às 15h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Maria Eduarda e a filha, Maria Flor (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução/G1)
Maria Eduarda e a filha, Maria Flor (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução/G1)

Maria Eduarda Mendes de Araújo Lopes, de 24 anos, não pôde assistir ao show de Taylor Swift no último domingo, 19, no Rio de Janeiro. Ela descobriu, quando já estava dentro do estádio Nilton Santos, o Engenhão, que estava grávida — e não só isso: estava prestes a entrar em trabalho de parto.

Com cólica e o ciclo menstrual regular, MariaEduarda não imaginava que estava grávida. Em entrevista ao G1, a jovem afirmou que pensava estar menstruada, inclusive. 

Era uma dor que ia e voltava, só que não passava na minha cabeça ser contração de gravidez. Eu fiquei das 10h até a abertura do portão esperando e torcendo para que passasse a dor logo, já perto do show. Assim que cheguei nas cadeiras a dor piorou muito e pedi para meu amigo cuidar do meu lugar para que eu fosse no banheiro e depois na ambulância. Assim que cheguei no banheiro senti a bolsa estourar. A contração veio absurda.

A fã foi da ambulância do local do evento para o Hospital Salgado Filho e fez um ultrassom. De lá, precisou seguir para o Hospital Maternidade Carmela Dutra, onde nasceu a criança. A equipe do hospital sugeriu que MariaEduarda desse o nome de Taylor à filha, mas ela escolheu chamá-la de Maria Flor.

Quando a bolsa estourou e entrei na ambulância, eu senti como se ela tivesse já se encaixando pra sair. Eu só vi que era a hora quando o médico me colocou no ultrassom e me avisou que era 100% de chance de ser gravidez de 40 semanas. Eu só teria que fazer força pra sair no parto normal. Foi total surpresa. Eu estava menstruando. Nada me faria cogitar acontecer isso, e no show. Quando cheguei na maternidade, já eram oito centímetros de dilatação.

Maria Eduarda estava acompanhada do amigo Fernando Júnior, de 23 anos: "Ela estava sentindo 'cólica' por aparentemente estar naqueles dias, tomou remédio e tudo. Durante a fila, ela, às vezes, sentia uma cólica que vinha um pouco mais forte e depois acalmava. Perguntei várias vezes se ela queria ir embora que eu ajudava, mas ela dizia que não, que ia aguentar e ficar, até que, por fim, era um bebê", lembrou.

Fernando sacrificou o show para ficar ao lado da amiga. "Fui de encontro ao hospital que ela foi transferida, e, quando cheguei, ela estava terminando o parto, aí fiquei com ela ali e no pós-parto. O pessoal no hospital me entregou a neném, falando que estava com o peso todo certinho, saudável e tudo, uma surpresa mesmo", adicionou o jovem. "Eu perdi uma parte do show, mas, obviamente, não fiquei chateado com isso."

Lopes também não ficou triste por não poder assistir Taylor Swift, mas espera levar Maria Flor para uma apresentação da cantora no futuro:

Fiquei super feliz escutando o coração. Eu tentei ficar calma. Apesar de tudo ali na hora, eu queria muito ela bem e saudável. Agora quero focar na saúde da minha filha, estar 100%, e, talvez, algum dia, poder levá-la para um show da Taylor, disse a mãe, que guarda com carinho a pulseira do show com as marcas do parto.