Flashback: em 2004, Prince fez solo de guitarra impressionante no Hall da Fama do Rock

Ao lado de Tom Petty, Steve Winwood, Jeff Lynne e outros, ele tocou a faixa “While My Guitar Gently Weeps”, dos Beatles, ao ser incluído o Hall da Fama; assista

Rolling Stone EUA Publicado em 21/04/2016, às 19h30 - Atualizado às 19h44

O cantor Prince em 2004, durante a cerimônia de inclusão no Hall da Fama do Rock and Roll
Nicolas Khayat/ABACA/AP

O solo de guitarra e tirar o fôlego que Prince fez ao fim de “While My Guitar Gently Weeps” pode ser o maior momento musical de qualquer cerimônia do Hall da Fama do Rock and Roll na história. E ele quase não aconteceu: Olivia, a viúva de George Harrison, queria que a performance de “While My Guitar Gently Weeps” fosse limitada a pessoas que conheceram George – o que não incluía Prince, que posteriormente disse nunca ter sequer ouvido a música anteriormente.

Os organizadores convenceram Olivia a deixar Prince tocar. Para Prince, o que foi convidativo inicialmente foi a oportunidade de compartilhar o palco com Tom Petty. “Foi uma honra tocar com ele”, disse o cantor – que foi encontrado morto esta quinta, 21 –, depois. “‘Free Falin’’ é uma das minhas músicas favoritas.”

O olhar encantado de Dhani Harrison, filho de George, resumiu o sentimento geral quando Prince foi até o centro do palco e entregou um solo de dois minutos cheio de notas altas e harmônicos cintilantes. Prince tomou conta da situação instantaneamente, passando à frente dos outros músicos e ostentando a guitarra, levantando-a e apoiando no próprio corpo (“Quero ser amigo dele”, disse Dhani no backstage. “Temos a mesma altura”).

“Eles ensaiaram a performance algumas vezes e, em todas elas, dava para ver que iriam derrubar o teto do local”, diz Paul Shaffer, que montou a banda daquela noite. “Mas Prince reservou alguma coisa para a performance verdadeira. Ele realmente mostrou que era um grande guitarrista. Ele destruiu aquela noite.”

Assista abaixo.