Guitarrista confirma reunião do Pavement

"Não estamos tentando vender um disco", declarou Scott Kannberg; banda tem show agendado para setembro de 2010

Da redação Publicado em 17/09/2009, às 16h36

O guitarrista Scott "Spiral Stairs" Kannberg confirmou na noite desta quarta, 16, a reunião do Pavement, em entrevista ao site da Rolling Stone EUA.

"Nosso agente nos perguntou a respeito desses shows em Nova York, e fomos atrás de todos da banda e eles disseram: 'Sim, a hora é certa. Se todo mundo está pronto para fazer isso, faremos e veremos o que acontece.' Não havia ímpeto de verdade - isso apenas aconteceu naturalmente."

Há apenas um show, beneficente, confirmado, em 21 de setembro de 2010, no Central Park SummerStage (palco fixo do parque nova-iorquino). Mas Kannberg, que declarou que a banda só começará a ensaiar no ano que vem, pensa no plural. "Provavelmente, acabaremos fazendo um ou dois shows desses no Central Park. Há festivais e outras coisas sobre as quais estamos conversando, como o Coachella. Depois disso, qualquer coisa que acontecer no futuro está no futuro."

Quando subir ao palco daqui um ano, o grupo completará 11 anos sem se apresentar ao vivo. E foi justamente no festival norte-americano Coachella que a dissolução da banda começou. Na ocasião, Stephen Malkmus não quis assumir o microfone, obrigando os outros integrantes a tocar repertório quase todo instrumental.

Depois de oficializarem a separação, em 1999, os integrantes tocaram carreiras e projetos solos. O vocalista se juntou às bandas The Jicks e Silver Jews, com as quais lançou cinco álbuns, e o baixista Mark Ibold se juntou há pouco ao Sonic Youth. Kannberg, por sua vez, chegou a participar de turnês do Broken Social Scene e deu continuidade à banda própria, batizada de Preston School of Industry. Segundo ele, o baterista Steve West mantém o projeto Marble Valley, enquanto o percussionista Bob Nastanovich se dedica a corridas de cavalo - "mas ainda está muito envolvido com a cena musical".

Nenhum contato foi feito com o baterista original da banda, Gary Young, que deixou o posto em 1993. "Em algum ponto, seria divertido fazer algo com o Gary também. Nós o amamos", disse o guitarrista. Sobre a reunião, o músico afirmou que "não será como o Echo & the Bunnymen, que não falam um com o outro, mas fazem turnê todo ano". "Não acho que será dessa forma. Não estamos tentando ainda vender um disco ou qualquer coisa. Provavelmente, irá parecer que estamos apenas começando de novo."