Pulse

Imparável, Rael se desdobra, é afável e político, enquanto aquece novo disco

Artista, que já lançou a música "Flor de Aruanda", agora dispara o clipe de "Bença Mãe"

Pedro Antunes Publicado em 02/07/2019, às 11h00 - Atualizado às 11h01

None
Rael, no clipe de "Bença Mãe" (Foto: Reprodução)

Mãe. É uma palavra que bate em algum lugar, ali no fundo, diferentemente de qualquer outra, né?

É a ela, ou a todas elas, em diferentes formas, a quem Rael agradece em "Bença Mãe", nova música do artista, a segunda a ser revelada do seu novo álbum, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2019.

"Mãe que é benzedeira / Tem planta curandeira / Mãe d’água cachoeira / Forte igual capoeira / Mãe de toda maneira / Devo minha vida inteira / Pra você", diz ele, em um canto tão político quanto afável.

“As mães são aquelas figuras que se doam e a gente não retribui”, diz Rael. “É aquela velha história, a mãe é quem segura o reggae nessa merda de patriarcado e fica na responsabilidade de cuidar do marido e dos filhos e, quando ela se dá conta, teve um desgaste monstro."

A faixa também traz a voz de Sandra Mara da Silva Aldrovande. Ela é mãe, mas se viu privada do direito de criar seu filho, Jean, porque ele foi assassinado no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, quando chegava para dar aula.

É intenso. E, Rael, imparável.

O novo vídeo, que pode ser assistido abaixo, foi dirigido por Caio Lazaneo e traz a própria mãe de Rael e mais. A avó do artista é representada pela presença de Dona Cotinha e de sua filha, Ana Maria Lemes. As duas conduzem o benzimento de pessoas na região de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo.

“A Dona Cotinha faz um trabalho muito bonito, foi uma maneira de me reconectar com o universo da minha avó”, conta Rael.

Com "Bença Mãe", Rael mostra mais do que está por vir no seu novo álbum, que sairá pela gravadora Laboratório Fantasma. 

É uma música mais política, na camada externa, do que "Flor de Aruanda", mas ambas falam de hereditariedade. E, por isso, igualmente políticas.


Rael participou do quadro MINHA PLAYLIST, do novo canal de YouTube da Rolling Stone Brasil. Nele, ele indicou quais sons não podem faltar na sua playlist, de Caetano Veloso a Bob Marley. Assista abaixo: