Intitulado The Abominable Bride, especial de Sherlock vai ao ar em 1º de janeiro

Pela primeira vez um capítulo será transmitido simultaneamente nos Estados Unidos e no Reino Unido

Redação Publicado em 24/10/2015, às 17h28 - Atualizado às 17h35

Cena do especial de Natal da série Sherlock

Ver Galeria
(2 imagens)

A BBC divulgou neste sábado, 24, pelo Twitter, o título e a data de lançamento do especial de final de ano da série Sherlock. The Abominable Bride será o nome da produção, que vai ao ar em 1º de janeiro de 2016.

Pela primeira vez um capítulo da série será transmitido simultaneamente nos Estados Unidos e no Reino Unido. Em julho, durante a Comic-Con, nos Estados Unidos, Steven Moffat, criador da série, revelou que o episódio especial será exibido em alguns "cinemas selecionados" ao redor do mundo.

Breaking Bad, Sherlock e Modern Family foram os grandes vencedores do Emmy 2014.

A BBC também aproveitou para revelar detalhes da quarta temporada de Sherlock. Segundo a emissora, as filmagens começarão no primeiro semestre do ano que vem e Moffat e o cocriador Mark Gattis já estão trabalhando nos roteiros.

Edição 81 – Perfil: Benedict Cumberbatch.

Com apenas três episódios por temporada e exibida de dois em dois anos, Sherlock é uma das séries de sucesso da BBC que vai ao ar com menos frequência. Isso se deve, em parte, à dificuldade de juntar os atarefados Benedict Cumberbatch e Martin Freeman, protagonistas da produção, em uma mesma época para rodar os episódios.

Sherlock: divulgado teaser do especial de Natal da série.

Segundo o produtor Steven Moffat (em entrevista recente à revista Vogue), a quarta temporada de Sherlock terá momentos mais chocantes do que a lançada no último ano – que inclui a volta de um personagem dado como morto.

“Nós temos um plano para superar o que já foi feito – e eu realmente acho que o nosso plano é devastador”, disse ele. “Nós, basicamente, fizemos o elenco chorar quando contamos o plano para todos eles. Honestamente, Mark Gatiss e eu estamos mais animados com o que temos a seguir do que com qualquer temporada passada de Sherlock.”