JAY-Z solta clipe para “The Story of O.J.”, música do recém-lançado disco 4:44

Na faixa-título do trabalho, lançado nesta sexta, 30, o rapper pede desculpas a Beyoncé pela infidelidade dele

Rolling Stone EUA Publicado em 30/06/2017, às 11h08 - Atualizado às 12h02

O rapper norte-americano JAY-Z

Ver Galeria
(2 imagens)

Para acompanhar o lançamento do novo disco, 4:44, JAY-Z soltou um videoclipe animado para a faixa “The Story of O.J.”

O clipe utiliza samples de Nina Simone e foi dirigido pelo rapper e por Mark Romanek. O vídeo subverte e brinca com os tradicionais estereótipos de afro-americanos. Os visuais da produção mostram campos de algodão, cruzes em chamas, navios negreiros e linchamentos.

Ao falar sobre a música para a iHeartRadio, JAY-Z disse que “‘The Story of O.J. é de fato uma música sobre nós como cultura, ter um plano, como nós vamos levar isso adiante. Todos nós ganhamos dinheiro, e depois todos nós perdemos dinheiro, especialmente como artistas. Mas como, quando você tem alguma forma de sucesso, transformar isso em algo maior”.

Na faixa-título de 4:44, JAY-Z pede desculpas a Beyoncé pelas infidelidades e falácias dele enquanto marido no passado. "And if my children knew/ I don't even know what I would do/ If they ain't look at me the same/ I would probably die with all the shame", JAY-Z diz no verso final da música. "'You did what with who?'/ What good is a ménage à trois when you have a soulmate?/ 'You risked that for Blue?'."

Em outro momento da faixa – uma espécie de resposta de JAY-Z ao disco extremamente pessoal de Beyoncé, Lemonade, de 2016 –, o rapper se desculpa por ter se casado com ela antes de estar pronto para um comprometimento, roubando ela de sua “inocência” e não estando lá nos momentos cruciais do relacionamento dos dois.

"I apologize for all the stillborns/ Cause I wasn't present, your body wouldn't accept it", JAY-Z diz em um verso especialmente sincero.

"I never wanted another woman to know/ Something about me that you didn't know", ele diz. "I promised, I cried, I couldn't hold/ I suck at love, I think I need a do-over/ I will be emotionally available if I invited you over I stew over what if you over my shit?"

Em uma entrevista para a iHeartRadio, JAY-Z falou sobre a faixa-título. “‘4:44’ é uma música que eu escrevi, e é o ponto crucial do disco, bem na metade do álbum. E eu acordei, literalmente às 4h44 da manhã, para escrever essa música. Então ela se tornou o título do disco e tudo mais. É a faixa-título porque é uma música muito poderosa, e eu acredito que seja uma das melhores músicas que eu já escrevi.”

"I apologize, often womanize/ Took for my child to be born to see through a woman's eyes", JAY-Z admite no primeiro verso. "Took for these natural twins to believe in miracles/ Took me too long for this song."

O rapper lançou o novo disco dele – o primeiro desde Magna Carta Holy Grail, de 2013 – exclusivamente pelo Tidal nesta sexta, 30. Ainda não se sabe se o álbum permanecerá exclusivo ao serviço de streaming ou se um lançamento de cópias físicas foi planejado.

O lançamento do novo disco vem semanas após pôsteres e propagandas misteriosas em que se lia “4:44” começaram a aparecer pelos Estados Unidos. Acabou sendo revelado que 4:44 se trata, parcialmente, de um filme do Tidal estrelando Mahershala Ali, Lupita Nyong’o e Donald Glover. A mãe de JAY-Z, Gloria Carter, Frank Ocean, Damian Marley, Beyoncé, The-Dream e Blue Ivy Carter aparecem no trabalho.