Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Polêmica

Julianna Margulies que pessoas negras que apoiam a Palestina 'lavagem cerebral para odiar judeus'

Atriz ainda teceu críticas à comunidade LGBTQ por não apoiar Israel

Julianna Margulies (Foto: Jamie McCarthy/Getty Images)
Julianna Margulies (Foto: Jamie McCarthy/Getty Images)

Uma recente entrevista da atriz Julianna MarguliesThe Good Wife(2009) e The Morning Show (2019) — deu declarações um tanto quanto polêmicas. Em conversa com Andy Ostroy, do podcast The Back Room, a atriz falou da falta de apoio das comunidades negra e LGBTQ a Israel e declarou que pessoas que se posicionam a favor da palestina sofreram “lavagem cerebral”.

Ela disse que o antissemitismo nos Estados Unidos foi impulsionado por Donald Trump, ex-presidente do país, quando ele legitimou a manifestação de neonazistas em Charlottesville em 2017. Margulies disse ainda que se entristece porque pessoas negras e LGBTQ não apoiam os ataques de Israel em retaliação ao Hamas.

++LEIA MAIS: Cynthia Nixon se junta a greve de fome por cessar-fogo permanente em Gaza

“Sou a primeira pessoa a marchar [pelo] Black Lives Matter. Quando isso aconteceu com George Floyd, coloquei uma tela preta no meu Instagram, como se tivesse corrido para apoiar meus irmãos e irmãs negros”, disse Margulies. “Quando pessoas LGBTQ estão sendo atacadas, eu corro. Fiz um comercial de casamento entre pessoas do mesmo sexo com meu marido em 2012. Como se eu fosse a primeira pessoa a pular quando algo está errado, como acho que a maioria dos judeus faz, porque temos sido perseguidos desde o início dos tempos, não apenas no mundo. Segunda Guerra, mas literalmente desde o início dos tempos, quando vivemos em Israel, muito antes de qualquer outra pessoa.”

A atriz foi além e citou a luta do Movimento dos Direitos Civis, Margulies observou que “os judeus foram aqueles que caminharam lado a lado com os negros para lutar pelos seus direitos. E agora a comunidade negra não está nos abraçando e dizendo 'Nós estamos com você da mesma forma que você esteve conosco'? Os judeus morreram por sua causa. Onde está a lição de história nisso? Quem está ensinando essas crianças? Porque o fato de toda a comunidade negra não estar conosco, para mim, diz que eles não sabem, ou que sofreram uma lavagem cerebral para odiar os judeus.”

+++LEIA MAIS: Stranger Things: Fãs repudiam atitudes xenofóbicas de Noah Schnapp

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!