Korn está sendo processado por ex-baterista

David Silveria cobra dinheiro dos antigos companheiros de banda, depois que pediu para voltar e não foi aceito

Rolling Stone EUA Publicado em 28/02/2015, às 17h05 - Atualizado em 10/03/2015, às 19h07

A última vez que a banda Korn esteve no Brasil foi em 2008, para abrir os shows de Ozzy Osbourne

Ver Galeria
(5 imagens)

O ex-baterista do Korn, David Silveria, está processando os antigos colegas de banda depois que o grupo rejeitou a volta dele ao comando das baquetas, após um longo período afastado.

Galeria: as mais polêmicas, absurdas e ultrajantes autobiografias do rock.

Segundo o TMZ, Silveria moveu um processo judicial contra Jonathan Davis, James “Munky” Shaffer, Brian "Head" Welch e Reggie “Fieldy” Arvizu em uma tentativa de recuperar dinheiro que pertence a ele, além dos “interesses de posse” dele em relação ao grupo.

Se Silveria receber o que ele acredita que deve ser pago (dinheiro relativo aos últimos nove anos), ele irá encerrar a parceria com o grupo.

Lembre como foi o show do Korn no Brasil, pelo festival Monsters of Rock de 2013.

Silveria deixou o Korn em 2006 para entrar no que foi tido como um “hiato”. Ray Luzier foi recrutado para o lugar dele e permanece como baterista da banda até hoje, tendo sido nomeado integrante oficial em 2009.

De acordo com o processo movido por Silveria, o baterista também está chateado porque os colegas não o quiseram de volta, mas receberam Welch depois de ele ter se tornado um evangélico e deixado o grupo por sete anos.