Lady Gaga está sendo processada por ex-namorado e produtor

Rob Fusari diz ter ajudado a lançar carreira da cantora, mas alega não ter recebido o total do lucro a que tem direito

Da redação Publicado em 19/03/2010, às 10h39

A cantora norte-americana Lady Gaga está sendo processada por seu ex-namorado, o produtor e compositor musical Rob Fusari, segundo informou a Associate Press na quinta-feira, 18.

Segundo a agência de notícias, Fusari abriu um processo de US$ 35 milhões contra a cantora, na quarta-feira, 17, em Manhattan, dizendo não ter recebido a parte total do lucro a que tem direito sobre o trabalho de Lady Gaga, depois de supostamente a ter ajudado a lançar sua carreira.

De acordo com o depoimento do produtor - que tem em seu currículo sucessos como "Wild Wild West", do Will Smith, e "Bootylicious", da Destiny's Child -, ele passou meses trabalhando com Gaga, a partir de 2006, depois de perceber que ela tinha potencial, ao ouvi-la cantar em seu estúdio, localizado em Livingston, New Jersey.

No processo, Fusari também garante que "reformulou radicalmente sua abordagem", fazendo com que ela trocasse riffs de rock para batidas dance. Neste período, eles teriam formado a empresa Team Love Child LLC, para promover a carreira de Gaga.

A ação diz que ele coescreveu algumas de suas canções, criou o nome artístico de Lady Gaga - que na verdade se chama Stefani Germanotta - e ajudou a conseguir o primeiro contrato da cantora com uma gravadora, que a levou mais tarde até a Interscope Records, responsável pelo lançamento de The Fame, em 2008.

Rob Fusari teria colaborado em sucessos como "Paparazzi" e "Beautiful, Dirty, Rich", do repertório do seu álbum de estreia, que já vendeu mais de US$ 3 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos.

Segundo o produtor, que é citado no disco de Gaga, o fim da relação dos dois fez com que os negócios da dupla acabassem. No entanto, ele alega não ter recebido os 20% dos royalties das músicas, 15% da receita de mercadorias e uma certa quantia de dinheiro que ele teria emprestado. Fusari reconhece que recebeu cerca de US$ 611 mil, mas afirma que este não é o valor total a que tem direito.

A cantora Lady Gaga e seus representantes ainda não se manifestaram sobre a ação judicial.