Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Leonardo DiCaprio e Jeff Bezos lançam fundo de US$ 200 milhões para proteger a Amazônia

Durante quatro anos, Leonardo DiCaprio e Jeff Bezos ajudarão o governo brasileiro a preservar a vida selvagem e os povos indígenas

Redação Publicado em 03/07/2023, às 13h05

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem Leonardo DiCaprio e Jeff Bezos lançam fundo de US$ 200 milhões para proteger a Amazônia

Leonardo DiCaprio e Jeff Bezos, CEO da Amazon, anunciaram na última sexta-feira (30), sua colaboração com o Desafio Protegendo Nosso Planeta (POP), um financiamento privado tempos para a conservação da biodiversidade (via Variety)

Através de suas instituições sem fins lucrativos Re:Wild, de DiCaprio e Nature Solutions, de Bezos, eles vão fazer uma doação de US$ 200 milhões, aproximadamente 950 milhões de reais na cotação atual. O Ministério do Meio Ambiente e o Ministério dos Povos Indígenas do Brasil vão trabalhar em conjunto com as organizações dos norte-americanos.

+++ LEIA MAIS: Leonardo DiCaprio encontra Sônia Guajajara e destaca preservação da Amazônia em Cannes

“Estamos inspirados pelas metas ambiciosas do Brasil para proteger a Amazônia, um dos lugares mais importantes para a vida selvagem do planeta, e estamos entusiasmados por poder apoiar esses esforços por meio do Desafio Protegendo Nosso Planeta”, disse DiCaprio em comunicado para a imprensa na última sexta-feira (30).

Cristián Samper, diretor-gerente e líder da Nature Solutions do Bezos Earth Fund, disse: “A Amazônia é crítica para o futuro da biodiversidade e do clima global, e saudamos o compromisso do presidente Lula e do governo do Brasil em protegê-la”.

+++ LEIA MAIS: Leonardo DiCaprio responde acusação feita por Bolsonaro sobre os incêndios na Amazônia

Nos próximos quatro anos, a doação será utilizada para ajudar o Brasil a atingir o desmatamento zero na Amazônia e acelerar a transição para uma economia sustentável. Para isso, haverá um compromisso de melhorar a gestão das áreas protegidas existentes e defender os direitos das comunidades indígenas.