Monsters of Rock 2015: vocalista se ofende com público e Black Veil Brides chega a abandonar o palco

Banda de glam rock tocou antes das apresentações de Judas Priest e Ozzy Osbourne

Lucas Borges Publicado em 25/04/2015, às 18h46 - Atualizado às 21h57

Sob vaias no Monsters of Rock 2015, o Black Veil Brides chegou a deixar o palco, mas voltou e terminou apresentação que durou cerca de 40 minutos.
Gustavo Vara

O grande público que ocupa o Anhembi, em São Paulo, não se emocionou com a apresentação da banda norte-americana de glam rock Black Veil Brides, neste sábado, 25, no primeiro dia do Monsters of Rock e magoou o vocalista Andy Biersack.

Monsters os Rock 2015: show do Motörhead é cancelado por motivos de saúde.

O músico, que contrasta feições delicadas com uma voz extremamente grave, abriu o show de forma frenética após 15 minutos de atraso com “Heart of Fire”, do último álbum Black Veil Brides IV, de 2014.

Abrasileirado, Primal Fear exibe potência de quase 20 anos de carreira.

Não demorou muito para que o cantor começasse a se incomodar com algumas vaias e dedos do meio em riste que surgiam na plateia que, no geral, manifestou mais indiferença do que hostilidade com os ornamentados artistas - para infelicidade deles, dois “dinossauros” do heavy metal, Judas Priest e Ozzy Osbourne, tocariam naquele mesmo palco em seguida.

Sob sol forte, latinos do De La Tierra dão abertura digna ao festival.

“Aos que não estão felizes por estarem aqui, peço desculpas. Ainda assim, nós estamos felizes”, foi a primeira manifestação do jovem vocalista de 24 anos, que tentou se manter motivado com os fãs que se concentravam pertinho do palco.

Monsters of Rock 2015: representante do new metal, Coal Chamber se esforça para agradar, mas soa deslocado no line-up.

“Sei que vocês não estão aqui necessariamente para nos ver, mas obrigado mesmo assim”, soltou em seguida, para então ouvir gritos de "Motörhead, Motörhead, Motörhead". “Também gosto de Motörhead, não sei por qual motivo vocês estão gritando comigo…”. Ironicamente, o show do Motörhead viria a ser cancelado.

Após cerca de 20 minutos de espetáculo, sensibilizado, Biersack pediu desculpas e abandonou a apresentação, seguido pelos companheiros. Quando voltou, cinco minutos depois, o ânimo já não era o mesmo.

“Last Rites” (Black Veil Brides IV, 2014), “Fallen Angels” (Set the World on Fire, 2011) e “In the End” (Wretched and Divine: The Story of the Wild Ones, 2013) ainda foram ouvidas, mas não havia clima para o Black Veil Brides.

Os norte-americanos foram embora de vez tendo feito pouco mais de meia hora de música e, apesar de tudo, agradecendo os paulistas, muitos dos quais sequer se deram conta da celeuma durante o show.

O Monsters of Rock 2015 acontece na Arena Anhembi, em São Paulo, nos dias 25 e 26 de abril. A Rolling Stone Brasil está acompanhando o festival e faz a cobertura completa no site, Twitter, Facebook e Instagram.