Morre jornalista da Rolling Stone que derrubou o comandante dos Estados Unidos na Guerra do Afeganistão

Michael Hastings, autor da reportagem responsável pela saída do general Stanley McChrystal, morreu aos 33 anos após sofrer acidente de carro em Los Angeles

TIM DICKINSON Publicado em 19/06/2013, às 12h01 - Atualizado às 19h41

Michael Hastings
Penguin Group / Reprodução

O destemido jornalista Michael Hastings, cujas reportagens derrubaram o general Stanley McChrystal, nos Estados Unidos, morreu em um acidente de carro em Los Angeles, apurou a Rolling Stone EUA. Ele tinha 33 anos.

O perfil de Hastings sobre McChrystal para as páginas da Rolling Stone EUA, com o título de “Um General com Ideias Muito Próprias”, mostrava o então supremo comandante dos Estados Unidos e líder na Guerra do Afeganistão zombando dos comandantes civis dele na Casa Branca. Leia a reportagem.

O turbilhão criado pelo texto levou o Obama a convocar McChrystal a Washington e o general deixou o cargo. “A conduta representada no artigo recentemente publicado não vai ao encontro do que deveria – e de como deveria ser de um general comandante”, disse Obama, quando anunciou a saída de McChrystal. “Isso enfraquece o controle civil sobre os militares, algo que é central para o nosso sistema democrático.”

A marca registrada de Hastings como repórter era a recusa de se acomodar com o poder. Enquanto os outros repórteres ficaram encantados com o estilo bad boy de McChrystal e levaram os comentários como piadas insubordinadas, Hastings estava determinado a expor aquele homem imprudente que liderava aquilo que o repórter acreditava ser uma guerra igualmente imprudente.

O texto “Um General com Ideias Muito Próprias” foi finalista no prêmio National Magazine Award, venceu o Polk Award na categoria de Reportagem de Revista, e foi base para o livro dele chamado The Operators: The Wild and Terrifying Inside Story of America's War in Afghanistan.