Pulse

“Não quis ser desrespeitoso”, diz Marilyn Manson após apontar fuzil de brinquedo para plateia

Ato aconteceu durante show na Califórnia no último domingo, 5, horas depois de atirador matar 26 pessoas em igreja no Texas

Rolling Stone EUA Publicado em 07/11/2017, às 11h59 - Atualizado às 12h04

Marilyn Manson
Reprodução/Facebook

Marilyn Manson cantou “We Know Where You Fucking Live” apontando um fuzil de brinquedo para a plateia na noite do último domingo, 5, durante um show no Knotfest Meets Ozzfest, em San Bernardino, na Califórnia, Estados Unidos. Ele justificou o ato dizendo que o objetivo era criticar a normalização do uso violento de armas na sociedade.

“Em uma era em que tiroteios em massa se tornaram quase que um evento diário, esse foi um ato teatral com o objetivo de mostrar como o acesso fácil à armas semi-automáticas tem sido normalizado”, afirmou.

“Dor excruciante”, diz Marilyn Manson sobre acidente com cenário de show que quase o matou

Manson usou um microfone acoplado a um fuzil, adaptação que fez com que o cantor segurasse o brinquedo em uma posição de constante “ataque”, como constatado pelo TMZ na última segunda, 6. Assista abaixo a um registro visual do momento.

“Eu não quis fazer uma performance desrespeitosa ou insensível”, disse. “Um policial aprovou o uso do microfone daquela maneira.”

O show de Manson aconteceu apenas horas após um homem identificado como Devin Patrick Kelley matar 26 pessoas ao abrir fogo em uma igreja no estado norte-americano do Texas. A cidade que recebeu a apresentação do roqueiro, San Bernardino, foi palco de um evento similar em dezembro de 2015, quando 14 foram mortos em uma festa de Natal. Um fuzil foi usado nos dois ataques terroristas.

“Minha arte foi sempre uma reação à cultura popular e o meu jeito de fazer com que as pessoas pensassem sobre as coisas terríveis que acontecem no mundo”, concluiu o cantor. “Minha empatia está com todos que foram afetados pelos irresponsáveis e repreensíveis usos de armas reais.”