Dakota Fanning poderá fazer novo O Mágico de Oz

Produtores planejam sequência sombria do clássico de 1939

Da redação Publicado em 24/08/2009, às 11h34

Dakota Fanning poderá estrelar uma continuação "mais obscura" de O Mágico de Oz, segundo executivo não-identificado da Warner Bros, em depoimento ao tabloide britânico The Daily Express.

São 70 anos, completados este mês, do clássico sobre a garota do Kansas que acaba indo parar no mundo fantástico de Oz. Baseado no livro infantil de L. Frank Baum, lançado em 1900, o filme trouxe Judy Garland, então com 16 anos, no papel de Dorothy, a dona do cachorro Totó e dos sapatinhos vermelhos. As filmagens da sequência, que deve investir mais no gênero ação, devem começar ano que vem - quando Fanning terá a mesma idade da protagonista original. Em breve, a jovem poderá ser vista em Lua Nova e The Runaways.

O produtor Basil Iwanyk (por trás do remake de Furia dos Titãs) explicou os planos para trazer a fábula ao século 21. "Será ambientado no presente e trará a neta de Dorothy."

Outro nome associado à produção é o de Todd McFarlane, criador do sombrio Spawn, personagem de quadrinhos também conhecido como "o soldado do inferno". Sobre a investida gótica no novo Mágico de Oz, ele comentou: "Você ainda terá Dorothy presa num lugar estranho, mas ela está muito mais próxima à personagem Ripley (Sigourney Weaver) de Alien - O Oitavo Passageiro do que uma garota indefesa a cantar".

Entre as adaptações de O Mágico de Oz, estão The Wiz (1978), estrelada por Diana Ross e com Michael Jackson no papel do Espantalho. Em 1973, o Pink Floyd lançou The Dark Side of the Moon - reza a lenda que o álbum foi feito para servir de trilha sonora alternativa ao filme de 1939, já que os dois produtos apresentam interseções quando executados simultaneamente.