Oscar 2020: Joaquin Phoenix discursa sobre temas urgentes: 'Devemos usar nossas vozes para os que não têm voz'

O astro de Coringa manteve a tradição que carregou consigo durante toda essa temporada de premiação, na qual usou os discursos de aceitação para abordar temas que merecem atenção mundial

Redação Publicado em 10/02/2020, às 01h46

None
Joaquin Phoenix como Coringa (Foto: Reprodução)

Joaquin Phoenix repetiu o feito do Globo de Ouro e do BAFTA, e se consagrou na categoria de Melhor Ator também na cerimônia de 2020 do Oscar, realizada na noite deste domingo, 9, e começo da madrugada da segunda, 10.

Claramente nervoso (não necessariamente com a vitória, mas com tanto pensamento que corria pela cabeça dele), e com muitos assuntos sobre os quais gostaria de falar ali, o astro de Coringa usou o famigerado momento de aceitação da estatueta para discursar sobre uma grande variedade de temas que fazem parte do espectro de injustiça que precisam ser urgentemente combatidas.

+++LEIA MAIS: Joaquin Phoenix vence Oscar com Coringa porque é o reflexo de uma sociedade louca (e dolorosamente real)

Phoenix iniciou o discurso com a garantia de que não se sente em um patamar acima de nenhum dos outros indicados, nem ninguém presente na cerimônia.

E sobre o privilégio de estar presente nesse momento tão importante do cinema mundial, apontou a necessidade de "usar nossas vozes para os que não tem voz", com o objetivo de lutar contra injustiças, independente do objetivo da luta.

+++LEIA MAIS: 10 segredos que você precisa conhecer do Coringa com Joaquin Phoenix

"Nos tornamos muito desconectados do nosso mundo natural", comentou, antes de começar a falar, inclusive, sobre crueldade animal, e como os seres humanos se consideram superiores a ponto de se acharem no direito de realizar uma inseminação artificial em uma vaca, depois separar ela da cria, "apesar dos gritos claros de desespero", e ainda ordenhá-la, para colocar o leite dela nos cafés e cereais matinais.

Apesar de apontar tantos erros, ele mesmo admite já ter sido egoísta e cruel, mas é grato por sempre terem dado a ele uma segunda chance, e ressaltou que é nesse momento de acolhimento que o ser humano se mostra em sua melhor forma. Em outras palavras: "quando não nos cancelamos por erros passados".


+++ A MALDIÇÃO DO CORINGA, COM JOAQUIN PHOENIX, HEATH LEDGER, JACK NICHOLSON E MAIS!