Por que Paul McCartney achou 'terrível' fazer Yesterday, filme dos Beatles sem os Beatles?

No começo, Paul McCartney não acreditava em um filme dos Beatles sem os Beatles - mas depois mudou de ideia

Redação Publicado em 14/11/2019, às 17h34 - Atualizado em 03/02/2022, às 15h08

None
Paul McCartney (Foto: Reprodução / Kevin Winter / Getty Images)

Paul McCartney falou sobre Yesterday (2019), o “filme dos Beatles sem os Beatles” e as incertezas que tinha em relação ao projeto, o qual conta a história de uma realidade alternativa na qual o Fab Four nunca existiu. 

Richard Curtis, que dirigiu Love Actually, escreveu para mim e me mostrou a ideia.” disse Paul McCartney. “E eu pensei: ‘essa é uma ideia terrível.’ Mas eu não podia dizer isso para ele, então disse: ‘bom, isso parece interessante - boa sorte.’ E não pensei mais nisso. E aí alguém me disse que Danny Boyle ia dirigir, e pensei: ‘eles acham que vai dar certo.”

+++ LEIA MAIS: "Ob-La-Di, Ob-La-Da", dos Beatles, é a música pop mais próxima da perfeição; entenda 

Paul McCartney foi assistir Yesterday quando o filme saiu. Não na grande estreia, mas escondido com a esposa, Nancy, em uma sala de Hamptons. Passou quase despercebido na sala de cinema escura:

“Só um casal nos viu. A gente sentou lá no fundo, e ficava rindo baixinho, especialmente qual alguém mencionava ‘Paul McCartney.’ Duas pessoas lá na frente viram a gente, mas todo o resto estava assistindo o filme. Nós amamos.”

+++ LEIA MAIS: Filme Yesterday mostra que, ainda bem, os Beatles não existem mais [ANÁLISE] 

Mais de Yesterday

No final de setembro de 2019, McCartney também comentou sobre Yesterday no The Late Show. Naquela ocasião, contou que, depois da exibição, sonhou com John Lennon: "Sonho com ele. Quando você tem um relacionamento tão próximo e profundo com alguém, por tanto tempo, às vezes essa pessoa pode te visitar nos sonhos. Eu amo quando isso acontece."