Pink Floyd assina novo contrato com a gravadora EMI

Após embates na justiça, banda estabelece acordo que libera venda individual de faixas na internet

Da redação Publicado em 05/01/2011, às 13h12

Faixas clássicas do Pink Floyd continuarão a ser vendidas separadamente na internet
AP

Apesar dos problemas legais enfrentados há pouco tempo, o Pink Floyd assinou um novo contrato com a gravadora EMI. A informação é do site da Rolling Stone EUA.

O novo contrato, com duração de cinco anos e descrito como uma parceria global de comercialização do catálogo da banda, poderá acalmar todas as disputas legais entre a gravadora e o grupo. No início do ano passado, o Pink Floyd ganhou na justiça a causa que sustentava que a EMI havia quebrado um contrato datado de 1999, que sustentava que as faixas da banda não poderiam ser vendidas fora do contexto de seus álbuns originais.

Na época em que o processo estava em andamento, a gravadora argumentou que o termo do contrato estava relacionado apenas à venda física das faixas, e não ao que se refere ao comércio digital delas. Apesar da regra, as canções do grupo continuaram sendo comercializadas separadamente em lojas online, como no iTunes e na Amazon. Agora, como parte do novo contrato, as músicas permanecerão à venda na internet - desta vez, com o consentimento da banda.