Produtor musical do hit 'Drunk in Love', de Beyoncé, é preso por acusações de agressão sexual

Foram registradas mais de 15 acusações contra Noel Fisher, conhecido como "Detail"

Redação Publicado em 06/08/2020, às 15h54

None
Noel Fisher (Foto: Frazer Harrison/Getty Images for BMI)

Noel Fisher, produtor musical de “Drunk in Love”, de Beyoncé, foi preso na última quarta, cinco de agosto, após 15 acusações de abuso sexual, de acordo com o comunicado do Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles (Lasd).

+++LEIA MAIS: Como Beyoncé revolucionou a música pop (de novo) com discos visuais?

Segundo a Reuters, Fisher, conhecido como "Detail", estava sendo investigado por incidentes ocorridos entre 2010 e 2018. Em 2020, detetives do Serviço Especial de Vítimas (SVB) submeteram o caso ao gabinete da Promotoria de Los Angeles para revisão.

No comunicado do Lasd, consta que “15 acusações de agressão sexual e cinco acusações adicionais relacionadas a alegações criminais foram registradas contra Noel Christopher Fisher". Pelo grande número de denúncias, o Departamento acredita na existência de mais vítimas em potencial que ainda podem ser identificadas.

+++ LEIA MAIS: Kelly Rowland revela pressão gigantesca por trabalhar com Beyoncé: ‘Me torturava’

Segundo o documento, foi emitido um mandado de prisão com fiança de US$6,3 milhões a Fisher, produtor que ganhou um Grammy em 2014 por produzir o hit de Beyoncé e Jay-Z "Drunk in Love".


+++RAP, FUNK E PAGODE NA ENTREVISTA COM OROCHI: 'SOU ESSA MISTURA LOUCA' 


+++ PLAYLIST COM CLÁSSICOS DO ROCK PARA QUEM AMA TRILHAS SOBRE DUAS RODAS