Protagonista de 50 Tons de Cinza diz que o filme não é sexista

Jamie Dornan afirmou que o romance é a parte mais importante do roteiro

Redação Publicado em 04/01/2015, às 12h00

Christian Grey (Jamie Dornan) e Anastasia Steele (Dakota Johnson) no novo trailer de Cinquenta Tons de Cinza
Reprodução

O ator Jamie Dornan, que será o protagonista do filme Cinquenta Tons de Cinza, defendeu a produção das críticas que a acusam de ser sexista. A história, uma adaptação da trilogia erótica escrita por E.L. James às telona, é focada um um relacionamento sadomasoquista entre o personagem principal e a parceira dele, uma jovem virgem, que se entrega aos desejos do namorado riquíssimo.

Fãs de Cinquenta Tons de Cinza insatisfeitos com escolha de elenco fazem campanha na internet

Em entrevista à revista Elle do Reino Unido, o ator disse que o longa, na verdade, é uma história de amor. “O romance é mais importante que o sadomasoquismo no roteiro. Vamos narrar uma história de amor e não dá para ficar só no que acontece no quarto. Tem muito mais ao redor”, afirmou. O ator, que visitou clubes sadomasoquistas durante a pesquisa para o papel, disse que entende as críticas, mas não concorda com elas.

“Eu entendo por que as pessoas enxergam que amarrar uma mulher é misógino. Mas, na verdade, os homens costumam ser mais submissos que as mulheres nos relacionamentos. E muitos homens poderosos. O cenário é bem maior do que eu imaginava. Praticamente em todas as cidades do mundo você encontra pessoas que querem 'apanhar' com um chicote.”

Ainda que seja literatura barata, Cinquenta Tons de Cinza estimula o mercado a olhar para a pornografia voltada à mulher.

Além do casal de protagonistas - vividos por Dornan e Dakota Johnson, o filme terá no elenco Rita Ora, Luke Grimes, Eloise Mumord, Jennifer Ehle e a vencedora do Oscar Marcia Gay Harden. A adaptação do roteiro fica por conta de Kelly Marcel, enquanto a direção é de Sam Taylor-Johnson (O Garoto de Liverpool).

Dirigido por Sam Taylor-Johnson, Cinquenta Tons de Cinza será lançado em 12 de fevereiro.