Público fica sem eletricidade e comida após cancelamento do Metal Open Air

Quem ficou acampado após o encerramento oficial das atividades teve ainda mais problemas de falta de estrutura

Redação Publicado em 23/04/2012, às 10h05 - Atualizado às 10h07

Megadeth
Divulgação

De acordo com reportagem no Bom Dia Brasil, a situação só piorou para o público que estava no Metal Open Air em São Luís, no Maranhão após o cancelamento oficial do festival no último domingo, 22. Com o fim das atividades, foi cortada a energia elétrica e a estrutura foi desmontada, de forma que não havia nem comida mais.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Muita gente era de fora da cidade e tinha que aguardar o horário de partida de seus meios de transporte. No escuro o público reclamou da falta de segurança. Quem deixou o local do evento, foi ao aeroporto dormir no chão.

O cancelamento

Após a maior parte das bandas não ter subido ao palco, o Metal Open Air anunciou na manhã do último domingo, 22, seu cancelamento. Desde a última quinta, 19, o evento enfrentou diversos problemas, todos baseados em falta de dinheiro. As passagens dos músicos não foram pagas, o público contava com estrutura precária e sem higiene para acampar, os equipamentos de som não foram pagos e, desta forma, muitas bandas se recusaram a ir até lá ou a subir ao palco.

Anunciado como o maior evento de metal da América Latina, o MOA deveria ter tido shows grandes, como de Anthrax, Blind Guardian, Ratos de Porão e o Rock N' Roll All Stars, supergrupo liderado por Gene Simmons, que teria Charlie Sheen como mestre de cerimônias. Das 47 bandas anunciadas, apenas 13 fizeram shows, sendo que a única das atrações principais a se apresentar foi o Megadeth (foto). Leia mais sobre o caso nos links abaixo.