Pulse

Quentin Tarantino diz que não se importa com acusações de racismo

Django Livre, filme de 2012, foi alvo de questionamentos sobre visão da escravidão

Redação Publicado em 14/10/2015, às 11h35 - Atualizado às 14h01

Tarantino

Ver Galeria
(3 imagens)

O cineasta Quentin Tarantino comentou as críticas recebidas por ele sobre a representação do racismo e da escravidão no filme Django Livre (2012). Desde o lançamento do longa-metragem, o diretor tem sido alvo de questionamentos sobre a abordagem da trama, além da aparição excessiva do termo “nigga”, usado de maneira pejorativa para se referir à uma pessoa negra. O diretor Spike Lee (Malcolm X) foi uns do que condenou a produção, descrevendo o longa como “desrespeitoso aos meus ancestrais”.

Assista ao trailer de Os 8 Odiados.

O tema foi evitado por Tarantino em diversas oportunidades. Nesta semana, contudo, ao falar com a revista T Magazine, publicada pelo jornal The New York Times, o cineasta afirmou que “Não poderia ligar menos para as críticas".

Veja dez grandes personagens de Quentin Tarantino.

“Se você fez algum dinheiro sendo um crítico dentro da cultura negra nos últimos 20 anos, você tem de lidar comigo”, justificou. “Você deve ter uma opinião sobre mim. Você tem de lidar com aquilo que digo e com as consequências disso. Se você for analisar as críticas, vai perceber que são divididas. Mas, quando críticos negros vêm com posicionamentos selvagens sobre Django Livre, eu não poderia me importar menos.”

Quentin Tarantino anuncia que se aposentará após lançar o décimo filme: “É um jogo para jovens”.

“Se as pessoas não gostam dos meus filmes, elas não gostam. Se elas não os entendem, isso não me importa”, resumiu. Enquanto isso, o cineasta prepara o lançamento de Os 8 Odiados, o oitavo filme da carreira de Tarantino, tendo sido escrito e dirigido por ele mesmo. Além de Samuel L. Jackson e Kurt Russell, o elenco conta com diversos atores que já trabalharam com o cineasta anteriormente, entre eles Tim Roth (Cães de Aluguel), Bruce Dern (Django Livre) e Michael Madsen (Kill Bill: Volume 1).

O filme também terá Demian Bichir (Che 2: A Guerrilha), Walton Goggins (A Identidade Bourne), Jennifer Jason Leigh (O Operário), Channing Tatum (Anjos da Lei) e outros. Esta será a primeira produção de Quentin Tarantino desde Django Livre, com o qual ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Original, em 2013.

Os 8 Odiados chega aos cinemas do Brasil em 7 de janeiro de 2016.