Rage Against The Machine lança documentário sobre racismo nos EUA

Killing in The Name tem 15 minutos de duração e foi divulgado no canal do Youtube do grupo

Redação Publicado em 16/01/2021, às 13h30

None
Zack de la Rocha, Tim Commerford e Tom Morello do Rage Against The Machine (Foto: AP Photo/Branimir Kvartuc)

Nesta sexta, 15, o Rage Against the Machine divulgou em seu canal no Youtube um documentário sobre racismo chamado Killing in The Name, mesmo título da música mais conhecida da banda e que está no álbum homônimo de estreia, de 1992. 

Killing In The Name foi produzido pelo coletivo The Ummah Chroma em parceria com o próprio Rage Against The Machine e tem pouco mais de 15 minutos de duração. 

+++LEIA MAIS: Tom Morello afirma que Rage Against the Machine tinha ‘zero ambição comercial’ no começo da carreira

O filme mostra a história de um professor que leciona para um grupo de crianças em uma fazenda e ensina a história da opressão racial nos Estados Unidos. A produção é ilustrada com imagens de arquivos de acontecimentos norte-americanos e citações de pensadores, ativistas e personalidades que combatem o racismo. 

“Nosso objetivo é que esta obra seja uma saída de incêndio da ficção conhecida como branquitude, e uma fonte para descobertas. Lembre-se de que as crianças estão sempre observando”, diz uma frase no início do curta. 

+++LEIA MAIS: ‘Boa parte do meu público surta quando digo que sou negro,’ desabafa Tom Morello

Depoimentos dos integrantes também fazem parte da produção e, obviamente, a música que dá nome ao título serve de trilha sonora.

Assista Killing in The Name abaixo: 


+++ TICO SANTA CRUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL