Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Rei do Futebol, Pelé já parou uma guerra enquanto jogava no Santos

Nigerianos resolveram parar um conflito que aconteceu em 1969 para assistir Pelé em campo

CARAS Publicado em 29/12/2022, às 17h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Pelé
Pelé

Pelé,considerado por muitos o maior jogador de futebol de todos os tempos, morreu nesta quinta-feira, 29, aos 82 anos após enfrentar uma luta contra um câncer no cólon. O ex-atleta deixou um legado que vai além das quatro linhas do campo, já tendo até parado uma guerra na Nigéria, quando jogou com o Santos no país, em 1969.

O Rei do Futebol viajou ao país junto com a equipe do Santos Futebol Clube para uma partida amistosa contra a seleção do centro-oeste do país africano. A viagem foi um convite do governo, e o jogo aconteceria em uma zona de conflito.

+++ LEIA MAIS: Deus Salve a Memória do Rei

O Santos venceu a partida por 2x1 e os nigerianos interromperam a guerra para lotar o estádio e ver de perto a performance do vencedor de sete Bolas de Ouro no jogo. Em setembro deste ano, o clube lançou um novo uniforme com três com referências ao episódio com as frases "Juntos pela Paz, juntos pelo futebol alegre", "Nigéria 1969" e "O Dia que a Guerra Parou". 

Pelé representou os brasileiros em mais de 60 anos de vida pública que decidiu dedicar ao esporte, tendo, ao lado da Seleção Brasileira de Futebol, vencido três Copas do Mundo para o Brasil, nos anos de 1958, 1962 e 1970, sendo até hoje, o único jogador de futebol a conquistar o feito. 

Texto publicado originalmente em Caras.