Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Denúncia

Tommy Lee, do Mötley Crüe, é acusado de assediar mulher em helicóptero

Mulher alega que o músico a atacou após consumir maconha, cocaína e álcool durante o voo

Tommy Lee (Foto: Theo Wargo/Getty Images for MTV/ViacomCBS)
Tommy Lee (Foto: Theo Wargo/Getty Images for MTV/ViacomCBS)

O baterista do Mötley Crüe, Tommy Lee, está sendo acusado de assédio sexual por um caso que teria ocorrido em 2003. A vítima alega que foi “atraída” para o helicóptero, onde teria sido agredida, pelo piloto particular do músico. O processo contra o roqueiro foi aberto na última sexta, 15.

Segundo a denúncia, Lee é acusado de “apalpá-la à força, beijá-la e penetrá-la com os dedos e tentar forçá-la a realizar cópula oral” durante um voo de San Diego para Van Nuys, em Los Angeles, no estado da Califórnia. No processo obtido pelos nossos parceiros da Rolling Stone EUA, a mulher afirma que o piloto, identificado como David Martz, a conhecia.

+++LEIA MAIS: Tommy Lee, do Mötley Crüe, fica nu em show e anuncia conta no OnlyFans

Os dois se conheceram em um banco, onde ela trabalhava como caixa e, ocasionalmente, almoçavam em um restaurante chamado Casa Machado. Martz já havia convidado a moça para andar de helicóptero, mas ela recusara por medo do meio de transporte. No início de 2003, ela aceitou o convite, mas foi informada de última hora sobre o voo até Los Angeles.

“Poucos minutos depois de decolar, Martz retirou o álcool que havia armazenado no helicóptero e começou a preparar bebidas”, alega a denúncia. Ela conta também que não bebeu, mas o piloto e o famoso passageiro, sim. Além de consumir maconha e cocaína. 

+++LEIA MAIS: Pam & Tommy: Sebastian Stan comenta perda de peso para série: “Diziam que tinha dismorfia corporal'

O piloto, então,  ordenou que ela fosse até a cabine para sentar no colo de Lee para ter a melhor visão. Sentindo “imensa pressão”, ela concordou, segundo o processo. O artista teria começado nesse momento a apalpá-la e beijá-la, ao tentar se afastar, ele teria começado a usar a força.

“A certa altura, Lee penetrou na demandante com os dedos enquanto acariciava seus seios. Lee então baixou as calças e tentou forçar a cabeça do reclamante em direção aos seus órgãos genitais. A essa altura, a demandante estava chorando, mas não tinha para onde ir — estava presa e com pouca mobilidade para sair da cabine”, diz o processo. O piloto teria assistido tudo sem dizer nada durante todo o tempo. 

+++LEIA MAIS: Pam & Tommy terá segunda temporada? Sebastian Stan responde