Três discos de Michael Jackson venderam 100 mil cópias cada em menos de quatro dias

Number Ones, The Essential Michael Jackson e Thriller são os mais vendidos do artista; venda de faixas digitais pulou de 40 mil para 1,8 milhão

Da redação Publicado em 30/06/2009, às 17h24

Desde a morte de Michael Jackson , na quinta-feira, 25, três discos do cantor tiveram, cada, cerca de 100 mil cópias vendidas (contabilizando CDs e downloads): Thriller e as coletâneas Number Ones e The Essential Michael Jackson. De 14 a 21 de junho, foram vendidos 10 mil exemplares de todo o catálogo do cantor. A informação é da Billboard.

Os números foram contabilizados entre quinta e domingo, 28, e serão divulgados oficialmente por indicadores da indústria de discos nesta quarta-feira, 1º.

Se tivessem sido lançados dentro dos últimos 17 meses, os três álbuns de Jackson poderiam encabeçar o Top 200 da Billboard, posto atualmente ocupado pelo recente The E.N.D., do Black Eyed Peas. Os títulos irão constar na parada do catálogo pop e no ranking que considera discos mais "antigos".

A Billboard informa que boa parte das vendas foi digital - um dos motivos seria a falta de discos físicos nas lojas. Number Ones, The Essential Michael Jackson e Thriller tiveram cada um cerca de 30 mil vendas online.

De 21 de junho até a semana passada, o número de faixas de Jackson compradas na internet subiu de 40 mil para 1,8 milhão. As mais procuradas são "Man in the Mirror," "The Way You Make Me Feel," "Billie Jean" e "Smooth Criminal".