Vic Mensa acusa irmãos Gallagher de racismo por críticas a Jay Z e Kanye West

"Esses caras são lendas, mas também são babacas", disse o rapper norte-americano sobre os ex-integrantes do Oasis

Redação Publicado em 04/08/2015, às 14h19 - Atualizado às 14h48

Rapper Vic Mensa durante show em maio deste ano, nos Estados Unidos
Owen Sweeney/AP

Para o rapper Vic Mensa, os comentários dos irmãos Liam e Noel Gallagher, ex-parceiros no Oasis, sobre o rap e sobre celebridades deste gênero musical, como Jay Z e Kanye West, não passam de racismo. Foi o que ele disse em entrevista ao jornal The Guadian.

As dez maiores brigas da história do rap.

Noel Gallagher gerou polêmica em 2008, durante o prestigiado festival britânico de rock and roll Glastonbury, ao afirmar que não iria ouvir hip hop no evento e que chamar Jay Z para se apresentar lá era um erro. Jay Z respondeu abrindo seu show com “Wonderwall”, sucesso do Oasis.

Para Graham Coxon, guitarrista do Blur, Kanye West é um idiota.

Na edição de 2015 do Glastonbury, Noel disse à revista NME ter se surpreendido pelo espetáculo de outro rapper questionado convidado da festa (uma petição foi assinada contra a presença dele), Kanye West, mas não por muito tempo: “Por 30 minutos eu pensei, ‘Nossa, isso realmente é incrível para caralho’. Depois, como na maioria dos shows de hip-hop, com 45 minutos você vai embora. ‘Preciso de alguma outra coisa’. Mas em 30 minutos, na medida do possível, foi bom’”.

Liam Gallagher foi mais crítico do que o irmão ao falar da performance de Kanye West no Brit Awards deste ano, definindo-o como uma “verdadeira merda”.

O jovem Vic Mensa, de 22 anos, conterrâneo de West de Chicago e parceiro musical do astro, já havia respondido os ataques pelo Twitter – “foda-se @liamgallagher e suas irrelevantes opiniões de velho” – e prolongou-se em entrevista ao jornal The Guardian.

Corey Taylor, do Slipknot, contradiz Kanye West: "Não é o maior rockstar".

“Esses caras [os irmãos Gallagher] são lendas, mas também são babacas. Ultimamente, babacas. Vi que eles estavam bravos que Kanye tocou em Glastonbury. Eles também estavam bravos quando Jay tocou lá. Isso me parece muito racista”.

Liam Gallagher toca música inédita em pub irlandês; ouça.

“Eles vão dizer: ‘Não é sobre raça, é sobre música com guitarra, é sobre rock and roll’. Mas quantas pessoas você sente que estão carregando o espírito do rock and roll em 2015? Você não diria que Yeezus [ álbum de 2013 de West] e uma música como “Black Skinhead” estão carregando o espírito do rock and roll? Não consigo nem entender como não”, protestou Mensa.

Os Gallagher não são os únicos roqueiros internacionais a questionarem o trabalho de West. Graham Coxon, guitarrista do Blur, e Corey Taylor, vocalista do Slipknot, também o fizeram recentemente.