Vocalista do The Cribs diz que Nirvana e Sonic Youth não teriam oportunidade em uma gravadora atualmente

Ryan Jarman entende que o mercado fonográfico se tornou imediatista e não dá mais espaço para bandas underground

Redação Publicado em 01/01/2013, às 15h24 - Atualizado às 18h35

The Cribs
Steve Gullick / Site oficial

A agilidade com que a música é consumida se tornou a grande doença do mercado fonográfico atual na opinião do guitarrista e vocalista do The Cribs Ryan Jarman. Para ele, Nirvana e Sonic Youth não teriam espaço hoje em dia.

Ryan Jarman falou à Rolling Stone Brasil sobre o novo disco, sem a companhia do ex-guitarrista do The Smiths Johnny Marr.>

“Gente como Nirvana, Sonic Youth, são bandas que vieram do underground e cruzaram a fronteira. O problema é que não há mais tempo para essas coisas hoje em dia”, explicou o músico inglês de 32 anos à agência Bang Show Biz

“Até mesmo as bandas do underground, quando gostam delas, são totalmente expostas em excesso e rápido demais e, então, as pessoas vão ouvir outra novidade. Essa é a minha única preocupação: as bandas não conseguem mais surgir desses canais”, completou.

O grande vilão de Ryan é a cultura da música sendo encarada como algo avulso, não como parte de um trabalho maior, o álbum. “Tudo gira em torno dos singles agora, e acho que as pessoas param de prestar atenção em algo em menos tempo. O single, para nós, é normalmente o menos interessante. O restante do álbum é o mais satisfatório para gente. Seria realmente uma pena se isso acabasse.”