The Who não aprova sequência do filme Quadrophenia: “Seria totalmente ridícula”

“Qualquer tipo de sequência deveria ser feita apenas pelos autores do [enredo] original e deveria honrar o nome”, diz empresário da banda em comunicado

Redação Publicado em 08/06/2016, às 12h00 - Atualizado às 12h11

Cena do filme Quadrophenia (1979), cuja história é inspirada no álbum duplo homônimo do The Who

Ver Galeria
(3 imagens)

Os integrantes do The Who descreditaram as reportagens que afirmaram que a banda teria aprovado a recém-anunciada sequência do filme Quadrophenia (1979). Em comunicado divulgado nesta quarta, 8, o vocalista, Roger Daltrey, o guitarrista, Pete Townshend, e o empresário, Bill Curbishley, da banda se pronunciaram a respeito das notícias.

Quadrophenia tem um apelo duradouro e será para sempre o filme mod definitivo”, disse Curbishley, que, além de empresário da banda, foi produtor do longa original, baseado no álbum duplo homônimo do The Who. “Quadrophenia é um filme significativo e influente baseado na música do The Who, não uma franquia tipo Carry On.”

LEIA TAMBÉM

Quadrophenia 2 foi anunciado no fim de maio

[Arquivo] Lembre os 30 anos de Quadrophenia

[Lista] Quadrophenia é um dos maiores álbuns duplos de todos os tempos

O comunicado continua: “Qualquer tipo de sequência deveria ser feita apenas pelos autores do filme original e deveria honrar o nome que carrega. Esta sequência de karaokê recentemente anunciada na imprensa seria totalmente ridícula.”

Revelado recentemente, Quadrophenia 2 já começaria a ser rodado no meio deste ano e deveria contar com o retorno do elenco original. Segundo a mídia britânica, o novo longa seria baseado no livro To Be Someone, que teria suposta aprovação de Pete Townshend, idealizador do álbum Quadrophenia.

Escrito por Peter Meadows, To Be Someone foi lançado em 2011 e narra a continuação da história de Jimmy, o personagem mod que vive na Inglaterra, nos anos 1960, e protagoniza tanto o disco do The Who quanto o filme original.

Além dos retornos do ator Phil Daniels (que viveu Jimmy) e da cantora Toyah Willcox (atriz de Monkey), do filme original, a continuação teria direção de Ray Burdis (produtor de The Krays), com lançamento planejado para 2017, quase 38 anos depois do original.

De acordo com o Hollywood Reporter, Curbishley ainda afirmou que o novo filme não teria as presenças de Sting – baixista e vocalista do The Police que atuou no longa dos anos 1970 – e nem nenhuma música do The Who. “É uma tentativa descarada de lucrar [com a popularidade do filme original]”, disse ele.

No Quadrophenia original, Jimmy e alguns amigos vão passar um feriado de três dias na cidade costeira de Brighton, mas acabam por se meter em uma grande briga com “roqueiros” (hoje, seriam chamados de “metaleiros”). A história retrata com fidelidade a cultura mod e foi inspirada no que ficou conhecida como “a segunda batalha de Hastings” (Hastings é outro balneário britânico que recebeu lutas entre as duas tribos – mods e rockers – nos anos 1960).

Lembre o trailer de Quadrophenia.