"Temos que ser realistas em relação à nossa idade”, diz Roger Daltrey

The Who vai lançar última grande turnê em 2015

ANDY GREENE Publicado em 31/10/2013, às 18h09 - Atualizado às 18h10

"Who Are You" foi uma das música do set list da banda
AP

The Who está planejando uma turnê gigante para 2015 – e pode ser que esta seja sua última chance de vê-los. “Essa será a última grande turnê”, conta Roger Daltrey à Rolling Stone EUA. “As pessoas estão entendendo errado, contudo. Não vamos acabar depois disso. Queremos fazer música até morrer, mas temos que ser realistas em relação à nossa idade. A turnê tritura o corpo e temos que estabelecer um limite. Essa será a última grande turnê à moda antiga.”

Ao contrário do que foi anunciado, a turnê não será uma celebração do aniversário de 50 anos. “Nosso aniversário é agora, na verdade”, diz Daltrey. “Este mês completa cinquenta anos de que formamos o Who. Para nós, 2015 é só mais um ano.”

Galeria: 20 passos de dança, graças e gestos icônicos de astros do rock e do pop transformados em GIFs.

A banda passou os últimos dois anos tocando Quadrophenia pelos Estados Unidos e Europa, mas na próxima vez querem focar no repertório de hits. “As pessoas não querem coisas novas”, diz Daltrey. “Os fãs podem até querer, mas a maioria quer vir ao show e escutar aquilo que ouviram enquanto cresciam. Não vamos nos enganar. Nós vamos vender mais ingressos se tocarmos os hits. Isso é fato. A economia de uma turnê, obviamente, exige que vendamos muitos ingressos.”

Fãs esperando ouvir o Who tocar raridades como “Slip Kid”, de The Who by Numbers, vão ficar decepcionados. “É fácil para os fãs fecharem os olhos e ignorarem os valores envolvidos na turnê”, diz Daltrey. “É incrivelmente caro fazer um show, então temos que sentar pessoas nos assentos. Deve ter, no total, 40 mil pessoas nos Estados Unidos que querem ouvir ‘Slip Kid’. Não será o suficiente para colocar a gente na estrada. Esse é o problema.”

Pete Townshend nega processo contra o One Direction por plágio

Enquanto não há planos concretos no momento, a banda pode gravar novo material ano que vem. “Esperamos fazer um álbum”, diz Daltrey. “Se tocarmos alguma dessas músicas, teremos que fazer em shows separados e anunciar antes. Se as pessoas quiserem comprar esses ingressos em larga escala, será ótimo.”

Depois de fazer a turnê, Daltrey espera que o Who possa encontrar novas maneiras de fazer shows. “Talvez isso signifique sentar em um lugar só por duas semanas”, ele diz. “Isso significa que você viaja para um lugar, mas fica lá. Você não está fazendo uma turnê. É fazer a turnê, se arrastar de um lado para o outro, que te mata. A música é uma alegria. As duas horas no palco toda noite são alegria, apesar de ser incrivelmente cansativo. Sair e mudar de hotel todo dia que se torna um trabalho incrivelmente pesado.

Galeria: Dez grandes parcerias do rock and roll.