Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Kevin Spacey é inocentado por júri após acusação de abuso sexual

Anthony Rapp processou Spacey por abuso ocorrido quando tinha 14 anos de idade

Redação Publicado em 21/10/2022, às 12h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Kevin Spacey (Foto: Getty Images)
Kevin Spacey (Foto: Getty Images)

Kevin Spacey foi inocentando de processo em que era acusado de abuso sexual na última quinta, 20. Anthony Rapp entrou com ação em novembro de 2020 e pediu US$ 40 milhões em danos por agressão e causa intencional de sofrimento emocional. O juiz distrital dos EUA Lewis Kaplan rejeitou a queixa de sofrimento emocional de Rapp, mas permitiu que a alegação de agressão continuasse.

Segundo a NBC News (via G1), júri do processo civil no tribunal de Nova York considerou o ator inocente após 90 minutos de debate. A suposta agressão teria ocorrido em 1986, quando Rapp tinha 14 anos de idade e Spacey 26. 

+++ LEIA MAIS: Kevin Spacey diz que seu pai era "neonazista" e "supremacista branco" em julgamento

Durante interrogatório, Spacey afirmou que manteve sua sexualidade em segredo porque seu pai não gostava de homossexuais e nem de sua escolha profissional como ator. Ao se referir as acusações de Rapp,Spacey disse que ficou "surpreso, assustado e confuso", e embora não tivesse “ideia de onde isso poderia ter acontecido”, fez um pedido público de desculpas por recomendação de seus assessores, o que hoje diz lamentar.

O julgamento durou três semanas no total e contou com vários testemunhos de ambos os atores. Spacey negou todas as acusações a ainda afirmou nunca ter ficado sozinho com Rapp.

+++LEIA MAIS: Kevin Spacey perde papel em Gateway to the West após acusações de abuso sexual em Londres

A decisão não significa o fim dos problemas de Kevin com a justiça. O ator reponde por outros processos de abuso sexual, além de ter sido obrigado a pagar US$ 31 milhões aos produtores de House of Cards pelo fim precoce da série depois que acusações a ele se tornaram públicas.  

Peter Saghir, advogado de Rapp, emitiu comunicado à AFP: "Anthony disse sua verdade no tribunal. Respeitamos o verdito do júri, mas isso não muda o que aconteceu."